Thread Rating:
  • 1 Vote(s) - 5 Average
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Guia Oficial de Configuração do PCSX2 v0.9.7 - Português (Brasil)
#1
Neste guia vou explicar como configurar corretamente o PCSX2 e darei algumas dicas sobre como rodar jogos.

1) Faça o download do novo PCSX2 v0.9.7 Aqui.
2) O PCSX2 pode ser baixado em três pacotes: o Instalador Completo, o Instalador Online e a Binary. O Instalador Completo tem além do PCSX2 a versão de distribuição gratuita do DirectX, o Instalador Online pode fazer o download de ambos pela internet, e a binary é apenas o programa com os plugins, sem instalador. Faça o download do pacote de sua preferência, e se você não souber qual escolher, use o Instalador Completo.
3) Rode o instalador (se você escolheu a opção do instalador) ou abra o arquivo e extraia seus componentes caso você tenha escolhido a opção Binary. (EX: C:\PCSX2)
4)Rode o arquivo PCSX2.exe que está na pasta onde ele foi instalado ou extraído.

Para usuários de Linux
Faça o download da Binary aqui ou do código-fonte no Google Code. Para compilar o código-fonte, siga as instruções (em inglês) em Compilation Guide for Linux.
Você precisará ter instalado: libasound2-dev, libbz2-dev, libgl1-mesa-dev, libglew1.5-dev, libglu1-mesa-dev, libgtk2.0-dev, libjpeg-dev, libsdl1.2-dev, libsoundtouch1-dev, libsparsehash-dev, libwxbase2.8-dev, libwxgtk2.8-dev, libx11-dev, nvidia-cg-toolkit, portaudio19-dev, zlib1g-dev.

Plugins geralmente usados em Linux incluem: ZZOgl-pg (ou ZZOgl), SPU2-X, ZeroSPU2, OnePad, Linuz Iso, EFP Iso, e EFP Polling.


Menu
  1. Configuração dos Plugins
  2. Configuração da BIOS
  3. Configuração da Parte Central (Core)
  4. Configurações Diversas

Configurando o PCSX2


A nova versão do PCSX2 tem um ajudante de configuração que se ativará da primeira vez que você abrir o programa para ajuda-lo a fazer as configurações com mais facilidade, portanto começaremos por este ajudante.

Na primeira tela, você deverá selecionar o idioma, e depois o lugar onde o PCSX2 irá salvar os arquivos do programa e de configuração.

Na primeira lista de seleção, simplesmente escolha o idioma no qual você quer visualizar o PCSX2 (Ainda não implementado).

Para os arquivos do programa, você pode tanto selecionar a opção de salva-los na sua pasta pessoal de documentos (Documentos de Usuário) quanto em uma pasta qualquer de sua escolha.
Para os arquivos de configuração, você pode deixar na opção padrão, ou desmarcar a opção 'use default setting' e escolher uma pasta clicando em 'Browse'. A opção 'Open In Explorer' abre uma janela de arquivos no diretório que você selecionou.
Se a pasta que você selecionou não existir, o programa perguntará se você quer que ela seja criada.

Na segunda tela você poderá escolher que Plugins você quer usar. Para decidir que Plugins você quer usado dentre aqueles listados, nós recomendamos que antes você leia o resto deste guia que explica cada Plugin em detalhes. Por enquanto, você pode deixar os Plugins padrão selecionados.
Aqui você tambem pode especificar uma pasta diferente para os seus Plugins se você quiser, desmarcando a opção 'use default' e escolhendo uma outra pasta de sua preferência clicando em 'Browse'. A opção 'Open In Explorer' abre uma janela de arquivos no diretório que você selecionou.

Na terceira tela, será solicitado que você selecione a sua imagem de BIOS da lista. Se esta lista estiver vazia, você pode copiar seus arquivos da BIOS para a pasta vista abaixo da lista de seleção, ou mudar esta pasta para aquela onde você salvou a sua BIOS. Para mais informações sobre a BIOS veja a seção Configuração da BIOS deste guia. Se você não fizer nenhuma seleção, Você não conseguirá usar o PCSX2. Clique em 'Finish' para fechar o ajudante de configuração.


Este é o GUI (Interface Gráfica do Usuário) principal do PCSX2. Daqui, você pode modificar as configurações ou os Plugins usados pelo PCSX2.
Nós vamos começar configurando os Plugins e então passaremos para as configurações da Parte Central (Core) do emulador.
Vá para "Config" => "Plugin" => "BIOS selector" para selecionar e configurar os Plugins que o PCSX2 irá usar. Você verá uma tela como esta (clique para aumentar):

[Image: attachment.php?aid=26071]

Temos 3 abas, "Plugins", "BIOS" e "Folders".

Aba "Plugins" da tela "Plugins" => "BIOS Selector":


Primeiramente, Você pode desmarcar a opção "use default" na parte inferior e selecionar uma pasta de sua escolha clicando em "Browse". esta é a pasta de onde o PCSX2 carrega os Plugins dele.
À esquerda você verá qual componente cada Plugin "emula" (GS, PAD, SPU2, etc), no centro você tem a lista de seleção de Plugin, e à direita tem o botão "Configure", que irá abrir a janela de configuração para cada Plugin que você selecionou.
Tenha em mente que sempre que você mudar o Plugin selecionado você terá que clicar no botão "Apply" para que o emulador carregue o novo Plugin e deixe o botão "Configure" disponível para ele.

Agora, vamos configurar os Plugins atualmente selecionados:

Gráficos:



Para começar, é importante você saber qual versão de Pixel Shader e de DirectX (para Windows) a sua placa de vídeo suporta. Você pode descobrir isso aqui.

Atualmente você pode escolher entre 3 Plugins de GS (Gráficos): GSdx v0.1.16, ZeroGS v0.97.1, e GSnull driver v0.1.0.

GSdx v0.1.16 é um Plugin de DirectX 9 e DirectX 10/11 escrito por Gabest e que recentemente ganhou muitas melhorias tanto em velocidade quanto em qualidade de imagem. Ele requer Pixel Shader 2 e SSE2 para funcionar e de Windows Vista/7 com uma placa de vídeo compatível com DirectX 10 para usar o modo DirectX10/11.

ZeroGS v0.97.1 é um Plugin Gráfico para DirectX 9 relativamente desatualizado que requer uma placa de vídeo com suporte a Pixel Shader 2 para funcionar. Seu uso não é recomendado a menos que você esteja tendo problemas com o GSdx. O ZeroGS é superado em quase todos os aspectos por uma variação dele, o ZZOgl, que usa OpenGL. Este é o Plugin mais recomendado para usuários de Linux, já que ele conserta muitos dos problemas que você vai encontrar usando o ZeroGS.

GSnull é, como o nome sugere, um Plguin Gráfico nulo que não irá gerar nenhum tipo de imagem. É usado para testes e resolução de problemas.


Selecione o GSdx v0.1.16 e clique no botão "Configure".

  • Para começar, o GSdx vem em 3 versões, a SSE2, a SSSE3, e a SSE4.1. Apenas SE o seu processador (CPU) tiver suporte a estes conjuntos de instruções use a versão referente ao conjunto suportado, e o emulador será mais rápido para você. Do contrário você terá travamentos constantes ao usá-lo.
    CPUs com suporte a SSE2: Confira aqui
    CPUs com suporte a SSSE3: Confira aqui
    CPUs com suporte a SSE4.1: Família Intel Core 2 Duo Penryn (modelos E7xxx,E8xxx and Q9xxx) Intel Corei5, Intel Corei7

  • Para usar o modo DirectX10/11, você deverá estar rodando o Windows Vista ou Windows 7 com uma Placa de vídeo compatível com DirectX10 (Veja o link anterior)

  • "Renderer": Aqui você pode escolher como o gráfico será gerado.

    Se você selecionar "Direct3D9 (Hardware)", o GSdx vai usar as funções Direct3D da sua placa de vídeo, deixando a velocidade de emulação significantemente mais rápida.

    Se você selecionar "Direct3D11 (Hardware)" (Selecionável apenas em Windows Vista/Windows 7 com uma placa de vídeo com suporte a DX10), o GSdx vai usar o modo Direct3D10/11 que é normalmente o modo mais rápido e às vezes até o mais compatível. Altamente recomendado se o seu sistema suportá-lo.

    Se você selecionar "Direct3D9 (software)", o GSdx vai usar o renderizador por software interno dele, que não vai utilizar a sua placa de vídeo, mas o seu processador no lugar dela. Desse jeito a velocidade da emulação será bastante reduzida, mas você terá compatibilidade máxima. Recomendado se você tiver problemas ou bugs gráficos com o renderizador do Direct3D.

    Se você selecionar "Direct3D9 (null)", Direct3D11 (null)", "Null (software)" ou "Null (null)" o Plugin irá simplismente não renderizar nada, e portanto não mostrará nada na tela. Use apenas se você quiser por exemplo ouvir música, já que este modo melhora dramaticamente a velocidade.

  • Seleção do modo de "Interlacing": Aqui você pode escolher entre "None" e outras seis técnicas de "Interlacing", que são usadas para impedir a imagem de "tremer". Entre parênteses você pode ver que tipo de efeito e talvez desvantagens (Ex: FPS pela metade no modo "Blend") cada modo tem.
    Você pode mudar de um modo para outro apertando a tecla F5 quando estiver rodando um jogo.

    Subseção de Ampliação (D3D Upscaling):

    Disponível apenas se um renderizador por Hardware estiver selecionado acima. Aqui você pode mudar várias configurações para melhorar a qualidade visual dos jogos aumentando a resolução na qual as texturas são renderizadas ou aplicando filtros nela. Tenha em mente que mudar a resolução nativa de jogos pode causar vários problemas gráficos (desde os problemas menores mais comuns até alguns mais sérios em casos raros).

  • Resolução Interna (D3D internal res): Aqui você pode especificar a resolução exata na qual você quer que o jogo seja renderizado.
    Assim, se o seu computador tiver poder o suficiente (principalmente a sua placa de vídeo), você pode jogar os seus jogos favoritos do PS2 em resuluções muito mais altas, deixando os gráficos mais nítidos e detalhados.
    Note que, quanto mais alta for a resolução, mais recursos os Plugins vão precisar, deixando a emulação muito mais lenta.

  • Seleção do modo de Ampliação (Scaling): Coloque em 1x para usar o que quer que esteja na opção anterior (Resolução Interna). Colocando a opção de 2x a 6x vai multiplicar a resolução interna do jogo pelo valor da opção e renderiza-lo. Então se a resolução interna de um jogo for 640x320, colocar a opção em 3x vai renderizar o jogo em 1920x960 (o triplo da resolução nativa). Desse jeito previnimos alguns problemas que apareceriam se você colocasse este valor manualmente na opção da Resolução Interna (D3D Internal Res).
    No momento a maioria dos jogos e das placas de vídeo funcionam bem com ampliação de 2x e 3x, mas com mais do que isso a velocidade cai acentuadamente.

  • Opção "Native": Se você marcar esta opção, o Plugin vai renderizar na resolução nativa do PS2. (É por isso que as opções "D3D internal res" e "Scaling" ficam indisponíveis).

    Subseção do modo Hardware:

    Disponível apenas se um renderizador por Hardware estiver selecionado acima. Aqui você pode mudar várias configurações para melhorar a qualidade visual e/ou a velocidade dos jogos.

  • Opção "Texture filtering": Esta opção tem 3 posições: Marcada, passiva (caixa de seleção fica preenchida) e desmarcada.
    Quando está marcada, tudo na tela, tanto 2D quanto 3D, será filtrado bilinearmente.
    Quando está passiva, o filtro funcionará como em um PS2. Esta é a opção recomendada.
    Quando está desligada, o filtro bilinear (bilinear filtering) é desligado completamente. Diminui a qualidade da imagem, mas pode ajudar algumas placas de vídeo mais lentas.

  • Opção "Logarithmic Z": (Disponível apenas no modo DX9) Esta opção pode ajudar quando alguns elementos gráficos estão transparentes. É recomendado que esteja ligada.

  • Opção "Allow 8-bit textures": Usa "Texturas Paletizadas" mais eficientes para toda a renderização, o que reduz o requerimento de memória RAM da placa de vídeo. Por outro lado exige mais processamento e pode causar problemas gráficos. É recomendado que você teste as duas opções e veja qual funciona melhor.

  • Opção "Alpha Correction (FBA)": (Disponível apenas no modo DX9) Mantenha isto ativado, pois corrige alguns problemas de mistura (blending) que o modo DX9 tem.

    Subseção do modo Software:

    Disponível apenas se um renderizador por Software estiver selecionado acima. Aqui você vai encontrar opções para ajustar quantos "threads" o renderizador vai usar e ativar/desativar o AA (AntiAlias) por software.

  • Opção "Rendering threads": Esta caixa de seleção fica disponível somente se um renderizador por Software estiver selecionado acima. Aqui você pode especificar quantos threads (tópicos de processamento) o GSdx vai usar para a renderização por Software, para tirar vantagem de todos os núcleos do seu processador: e.x.: Configure 3 threads para processadores quad core. Aumenta significativamente a velocidade da renderização por Software com mais de 2 núcleos de processamento.

  • Opção "Edge anti-aliasing (AA1)": Esta caixa de seleção fica disponível somente se um renderizador por Software estiver selecionado acima. Quando marcada, o Plugin vai tentar aplicar uma forma de Antialias no jogo, melhorando os gráficos. Use com cuidado, isso é bastante experimental no momento.

    Subseção de Hacks:

    Disponível apenas se você editar manualmente o arquivo GSdx.ini e modificar a linha "AllowHacks=0" para "AllowHacks=1".
    Estas opções são APENAS para usuários avançados que sabem exatamente o que estão fazendo. Modificar estas configurações pode e VAI causar sérios problemas se elas forem usadas em jogos que não precisam delas!

  • Opção "HW Anti Aliasing": Aplica Anti-Aliasing do nível selecionado em todas as superfícies renderizadas. Isto exige muito da placa de vídeo e da memória e pode travar o PCSX2 se não tiver RAM suficiente.

  • Opção "Alpha Hack": Tente isto se o seu jogo está com problemas de em efeitos de neblina ou névoa.

  • Opção "Offset Hack": Este Hack acrescenta um deslocamento em todas as superfícies, para reduzir alguns problemas com a Ampliação (Upscaling). Use isso quando efeitos de distorção (blur) ou halo aparecerem acima e à esquerda de onde deveriam estar.

  • Opção "Skipdraw Hack": Deixa de desenhar algumas superfícies, com base na probabilidade de elas causarem problemas. Especifique quantas superfícies devem ser ignoradas depois que a primeira problemática for encontrada. Tente primeiro valores mais baixos de 1 - 3 e depois valores mais altos (quanto maior for o número maior é a probabilidade de problemas gráficos e efeitos ausentes). Este Hack também pode causar aumentos de velocidade aleatórios!


  • Opção "Movie Capture" (Captura de vídeo): Este é um recurso escondido (Tongue). Se você apertar F12 enquanto estiver usando o PCSX2 com o GSdx uma janela vai aparecer. No primeiro espaço você deve mostrar ao Plugin onde o vídeo será salvo, e digitar o nome do arquivo. No segundo espaço você pode escolher um codec de compressão como "DivX" ou "Uncompressed", que não irá comprimir o vídeo. Se você escolher um codec de compressão, você poderá mudar as configurações dele clicando em "Config". Note que apenas os codecs instalados no seu computador irão aparecer.
    Aperte F12 novamente a qualquer momento para parar a captura de vídeo. O vídeo produzido será automaticamente acelerado para 100% para o seu conforto Smile.

  • Clique em "Ok" para salvar as modificações ou "cancel" para voltar para a janela de configurações principal do PCSX2

(Como você deveria usar o ZZOgl ao invés do ZeroGS na maioria dos casos, esta seção precisa de revisão. A *maioria* das configurações é a mesma, no entanto.)

Selecione ZeroGS v0.97.1 e clique no botão "Configure".

  • ZeroGS é um Plugin de DirectX 9 desenvolvido por ZeroFrog e é voltado para as placas gráficas que suportam Pixel Shader 2.0 ou superior. Como citado antes se sua placa não atender a essas requisições você receberá a mensagem "Error opening gs plugin" e o PCSX2 irá finalizar.

  • Opção "Interlace Enable": Quando essa opção está marcada alguns problemas de entrelaçamento (imagem "tremendo") serão resolvidos, mas alguns jogos ficarão melhores com ela desligada. Você pode ligar/desligar esta opção enquanto o jogo estiver rodando pela tecla F5.

  • Opção "Bilinear Filtering": Quando isto está ativado o Plugin "filtra" a imagem, deixando as bordas dos objetos mais lisas. Isso geralmente vai diminuir o seu FPS dramaticamente, a não ser que você tenha uma placa de vídeo muito poderosa. Você pode ligar/desligar esta opção enquanto roda o jogo segurando a tecla "shift" e apertando a tecla "F5". Existem 2 tipos de filtro bilinear: "normal bf" e "forced bf". Às vezes, os jogos vão dizer ao Plugin para processar texturas com pontos de amostra, e não por amostra linear. No modo "normal bf", o ZeroGS segue a instrução dos jogos. No modo "forced bf", ele vai renderizar todas as texturas com filtro bilinear. O modo "Forced bf" pode causar problemas nas bordas das texturas em alguns jogos, portanto tenha cuidado. Porém, na maioria dos casos o "forced bf" gera melhor qualidade visual.

  • Opção "Anti-aliasing": Aqui você pode escolher o nível de anti-aliasing que você quer que o Plugin use, para tornar as bordas dos objetos mais "suaves" (smooth). Você pode ligar/desligar esta opção enquanto roda o jogo pressionando a tecla F6. Note que isso pode diminuir a velocidade.

    Modo "None": Não vai usar anti-aliasing
    Modo "2x": Vai usar anti-aliasing 2X
    Modo "4x": Vai usar anti-aliasing 4X
    Modo "8x": Vai usar anti-aliasing 8X
    Modo "16x": Vai usar anti-aliasing 16X

  • Opção "Wireframe rendering": Quando esta opção estiver marcada, o Plugin vai renderizar somente em linhas (wireframe), então você vai ver apenas linhas e polígonos aqui e ali Wink
    Você pode ligar/desligar essa opção enquanto roda o jogo apertando a tecla F7.

  • Opção "Capture avi": Você pode gravar um vídeo de um jogo rodando assim como no Plugin GSdx. Pressione a tecla F12 e uma janela vai aparecer para a seleção do codec. Por enquanto você só vai poder usar o codec XviD, pois o resto dos codecs vai travar o Plugin. Depois de selecionar o codec, você pode configura-lo clicando no botão "Configure". Clique em "OK" e o processo de captura vai começar. Aperte F12 de novo para parar. O vídeo será salvo no diretório raíz do PCSX2 como "zerogs.avi".

  • Opção "Save snapshots as BMPs" (Salve fotos como BMP) - O padrão é JPG: Como o nome diz, com isto ativado, imagens que você capturar apertando a tecla F8 seram salvas no formato BMP e não JPG, como é o padrão. As imagens capturadas com a tecla F8 são salvas na pasta "/snaps" do diretório do PCSX2.

  • Opção "Fullscreen": Se você marcar esta opção o PCSX2 vai mostrar a imagem em tela cheia, ao invés do modo janelado. Se esta opção está desativada e você quiser mudar para tela cheia enquanto o jogo estiver rodando segure a tecla "alt" e aperte "enter".

  • Opção "Widescreen": Alguns jogos suportam o modo "wide screen". Se você marcar esta opção, o ZeroGS vai automaticamente aumentar a imagem para a proporção 16:9.

  • Opção "Default Window Size": Você pode mudar o tamanho ta dela que o ZeroGS vai ter por padrão quando você rodá-lo. As opções são várias resoluções para as quais a sua janela será redimensionada. Escolha a de sua preferência, e note que esta opção não afeta a velocidade do jogo.

  • Se você segurar a tecla "shift" e apertar a tecla F7 você pode alternar entre mostrar/ocultar o número quadros por segundo (Frames per Second) na tela.

Opções Avançadas do ZeroGS (Advanced Options)

  • O ZeroGS tem algumas opções extra para alterar as suas configurações. Às vezes os jogos usam o sintetizador gráfico de várias maneiras inesperadas, e por isso em alguns momentos é impossível para o ZeroGS predizer como exatamente ele deveria emular o GS. Algumas opções pode mudar um jogo de uma tela cheia de "lixo visual" rodando a 2 quadros por segundo para exatamente o que o jogo é no PS2 a 60 quadros por segundo.

  • Se uma combinação de configurações funcionar muito bem para um jogo em particular, estas configurações podem ser salvas no arquivo "patch" do jogo, assim elas são ativadas toda vez que aquele jogo é rodado. Isto é útil quando você quer que aquelas opções estejam ativadas apenas para aquele jogo, sem afetar os outros.

  • Cada combinação de configurações tem uma identificação (Id) única. Para saber esta identificação, vá na janela de configuração do ZeroGS, ativa aquelas opções em particular, e clique no botão "Compute OR of IDS". Pegue o número gerado e abra o arquivo "pnach" correspondente ao jogo (geralmente o arquivo CRC.pnach do jogo). Então adicione uma nova linha no arquivo: zerogs=xxxxxxxx onde x é o número de identificação.

Plugin GSnull v0.1.0

  • Como explicado no início desta seção este é um Plugin nulo, e portanto não vai renderizar nada na tela. Pressione o botão "Configure" com o GSnull selecionado para abrir um menu onde você pode marcar/desmarcar a opção "Enable Logging" que irá habilitar/desabilitar o relatório automático (log) do GS. Isto é usado para resolução de problemas e por desenvolvedores.

Som:




Plugin SPU2-X


O melhor e mais recente Plugin de som quando este guia foi escrito. Ele foi baseado primeiramente no Plugin de SPU2 do Gigaherz, que foi modificado por Jake Stine (Air), da equipe do PCSX2.
Este é o único Plugin de SPU2 que suporta processamento de efeitos (como reverberação) e Dolby Pro Logic (II) (Se a sua placa de som puder decodificar).
É também o Plugin mais avançado em termos de emular o chip SPU2 do PS2 corretamente. Muitos jogos só funcionam com o SPU2-X!
  • Seleção de "Interpolation": Aqui você pode escolher entre 5 modos de interpolação do som:
    1)"Nearest": Como diz a descrição, este modo não faz interpolação, e é o mais rápido.
    2)"Linear": Este é o modo recomendado, e faz interpolação linear no som.
    3)"Cubic": Este modo faz outro tipo de interpolação. Mais lento, com bons graves.
    4)"Hermite": Este modo faz outro tipo de interpolação. Mais lento ainda, com graves melhores.
    5)"Catmull-Rom": Este modo faz ainda outro tipo de interpolação. Lento, maior qualidade.

  • Opção "Disable effects processing": Marcar esta opção vai desabilitar a emulação de efeitos como reverberação (Reverb), diminiundo a qualidade e aumentando a velocidade.

  • Opção "Reverb boost factor": Aumenta (conforme o selecionado) a intensidade dos efeitos de reverberação.

  • Opção "Enable debug options": Se você marcar esta opção o botão "Configure Debug Options" ficará disponível. Clicando nele você tem acesso a opções que podem ser usadas para depuração de erros e problemas. Normalmente usado apenas por desenvolvedores.

  • Seleção de modo de "Module": Aqui você deve selecionar 1 entre 5 modos, que são diferentes jeitos de gerar o som no seu sistema:
    1)"No sound": Não vai produzir som, o que resulta em melhor velocidade.
    2)"X Audio 2": Este é o modo recomendado, funciona melhor no Windows Vista, e usuários de XP podem preferir a terceira opção.
    3)"DirectSound": Deve ser um pouco pior que o X Audio 2, use se funcionar melhor para você.
    4")Wave out": Não recomendado, as opções 2 ou 3 costumam sempre funcionar melhor.
    5)"Portaudio": Usa uma biblioteca multiplataforma chamada Portaudio. Esta é a única opção além de "No sound" no Linux.

  • Opção "Latency" (Latência): Quanto menor for o valor da latência menor será o atraso do som. Atenção: Colocar a Latência em um valor muito baixo IRÁ causar quebras e estalidos no som, portanto mude os valores até encontrar o mais baixo que funciona com o seu jogo sem causar problemas.

  • Seleção de "Synchronizing Mode":
    • "TimeStretch": Esta é a opção padrão e recomendada. Coloca o som e o vídeo em sincronia, e ajuda a eliminar quebras e outros problemas de som. Note que com esta opção se sua velocidade está baixa, o som também será lento.
    • "Async Mix": Faz com que o audio não sincronize com o vídeo, portanto você terá o audio normal mesmo que a sua taxa de quadros por segundo não esteja ideal. Pode fazer os jogos travarem, então use com cuidado!
    • "None"Ohmy som terá quebras se você colocar neste modo e não conseguir uma taxa normal de quadros por segundo (FPS) no jogo que você estiver rodando. Pequeno aumento de velocidade.

  • Seção "Advanced": Aqui você pode ajustar como o controlador de tempo (Time Stretcher) selecionado irá funcionar. Como descrito no GUI, valores maiores são melhores se você não está recebendo boas velocidades, enquanto o oposto funciona se você estiver rodando seu jogo acima da velocidade normal. Clicando em "Reset to Defaults" irá colocar todas as opções em seus valores iniciais.
  • Seleção de "Audio Expansion mode" (Modo de Expanção de Áudio): Aqui você pode escolher se você quer que o áudio produzido peloo plugin seja expandido para toda a sua configuração de auto-falantes todo e não apenas em 2 canais (stereo). Disponível apenas no modo XAudio2.
    • "Stereo": Default setting, no audio expansion when this is selected.
    • "Quadrafonic": Vai expandir para 4 auto-falantes
    • "Surround 5.1": Vai expandir para 5.1 surround
    • "Surround 7.1": Vai expandir para 7.1 surround

  • Opção "Use a Winamp DSP plugin": Se você não sabe o que é isso, deixe desativado. (Não disponível em Linux no momento.)

Plugin ZeroSPU2


Este é um Plugin de SPU2 desenvolvido por zerofrog. O ZeroSPU2 tem os seguintes recursos:
  • O ZeroSPU2 tem um recurso de controle de "timing" (tempo), igual ao SPU2-X. Para ativar esta opção, vá para a tela de configuração do ZeroSPU2 e marque a opção "Time Scaling". Este recurso funciona melhor em Windows, mas também está disponível no Linux.

  • A opção "Real time mode" é um modo de Controle de tempo para jogos que precisam de mais precisão e menor latência.

  • Opção "Recording": Marque esta opção para gravar o som dos jogos em um arquivo chamado zerospu2.wav.

  • Opção "Mute": vai desativar o som, aumentando um pouco a velocidade.


Controle:


Aqui você pode usar 2 plugins, o Lilypad v0.10.0 e o SSSPSX Pad v1.7.1.

Selecione o SSSPSX Pad v1.7.1 e clique no botão "Configure".



Você verá uma janela como esta (clique para aumentar):

[Image: attachment.php?aid=26077]

Agora para começar a configurar o SSSPSX Pad:
  • Aqui você simplismente aperta cada botão e pressiona a tecla que você quer atribuir a ele. Se você quiser apagar uma tecla do botão a que ela está atribuída você pode clicar no respectivo botão e aguarde até o timer chegar a 0. Então a tecla será atribuída a Nada novamente.

  • Clique nas abas PAD1/PAD2 no canto superior esquerdo para alternar entre as configurações dos controles 1 e 2.

  • O SSSPSX Pad suporta controles analógicos. Você pode atribuir o seus eixos analógicos (alavancas) nos botões "LX,LY,RX,RY". LX é para o eixo X do analógico esquerdo, LY é para o eixo Y do analógico esquerdo, RX é para o eixo X do analógico direito e RY é para o eixo Y do analógico direito.

  • Os botões R3 e L3 são os botões das alavancas analógicas do controle de ps2, R para direita e L para esquerda.

Selecione Lilypad v0.10.0 e clique no botão "Configure"


Você verá uma janela como esta (clique para aumentar):

[Image: attachment.php?aid=26075]
  • O Lilypad é um Plugin de controle bastante avançado, e suporta teclados, mouse, game pads e controles de Xbox 360. Além disso ele tem alguns hacks bastante práticos para usar no PCSX2 como o "ESC Hack" e a opção "Disable Screensaver" (Desabilitar salva-telas")

  • Para uma descrição detalhada sobre o que faz cada opção e como configurar corretamente, visite o tópico oficial do plugin: HERE. Você também pode baixar a versão mais recente de lá ou de nossa seção de download de plugins Smile

CDVD:


Na maioria dos casos, você poderá de usar o "ISO loader" do PCSX2, escolhendo a opção ISO do menu CDVD, e em seguida escolhendo uma imagem ou procurando por uma clicando em "Browse" na opção "Iso Selector".

No entanto, se você quiser usar um Plugin para fazer coisas como rodar um jogo do seu leitor de DVD ou criar um "dump" de um arquivo ISO, escolha "Plugin" no menu CDVD, e selecione um Plugin de CDVD.
Por padrão, o PCSX2 tem o Gigaherz's CDVD v0.8.0, o Linuz Iso CDVD v0.9.0 e o CDVDnull v0.6.0.

Selecione o Gigaherz's CDVD v0.8.0 e clique no botão "Configure".

  • Bastante simples na verdade, apenas selecione a letra do seu Drive leitor de onde o Plugin vai ler o jogo. Ele vai rodar o jogo de PS2 diretamente do CD/DVD que você colocou no seu drive.

  • Este é o único Plugin que, pelo menos parcialmente, suporta troca de discos durante o jogo. Se você tiver problemas para trocar o disco em um jogo que precise disso tente este Plugin!

Selecione Linuz Iso CDVD v0.9.0 e clique em "Configure".

  • Este Plugin além de rodar as imagens Iso do seu computador tem a habilidade de comprimi-las para poupar espaço em disco.

  • Clique em "Select Iso" para escolher a imagem Iso do jogo que você quer rodar/comprimir. Depois de selecionar uma imagem você pode fechar a janela de configuração para que você possa executá-la ou pressionar "Compress Iso " para comprimi-la. Se você selecionou uma imagem já comprimida você pode clicar em "Decompress Iso" para descomprimi-la.

  • Em "Compression Method" você pode escolher ".Z - compress faster", que vai comprimir a sua imagem mais rápido mas vai deixa-la maior ou ".BZ - compress better", que vai levar mais tempo para comprimir mas vai gerar uma imagem maior.

  • Em "Options" você pode marcar/desmarcar a opção "Enable Block Dump=>'block.dump'". Quando marcada, esta opção vai criar um arquivo "block.dump" do jogo que você rodou na pasta raíz do PCSX2 (onde fica o pcsx2.exe). Este arquivo é como uma pequena Iso, e é usado principalmente para a depuração de problemas. Ele vai guardar os setores lidos durante a execução do jogo, portanto você vai poder rodar a imagem (usando o "select iso" do Linuz Iso CDVD) sem nenhuma Imagem/CD/DVD. Note que se o jogo tentar ler algum setor que não estiver gravado no arquivo dump ele vai (obviamente) parar de responder.

  • Clique no botão "OK" para salvar as suas configurações.


Plugin CDVDnull v0.6.0


  • Este é um Plugin nulo como o GSnull, o que significa que ele simplismente não faz nada. Ele não tem uma janela de configuração por razões óbvias.


Dev9:


Estes são os Plugins que cuidam da emulção de HDD(Drive de Disco Rígido) e Ethernet. Há apenas o Dev9null v0.5.0 incluso no pacote 0.9.7, mais um Plugin nulo exatamente como os outros.
Há também um Plugin de Dev9 mais novo sendo desenvolvido por Luigi__, o MegaDev9, que ainda está em um estágio bem inicial mas promete bastante. Até agora,ele emula o HDD do PS2 parcialmente. Você pode baixar o MegaDev9 aqui.

Usb:


Estes são os Plugins que cuidam da emulação das portas USB (Universal Serial Bus) do PS2. O pacote do PCSX2 tem o USB Null v0.7.0, que é mais um Plugin nulo. Nada para configurar, dado razão acima.


Firewire:


Estes são os Plugins que cuidam da emulação das portas Firewire do PS2. Apenas FWnull v0.6.0 está incluso no pacote. No momento não há nenhum outro Plugin de Firewire disponível ou em desenvolvimento. Nada para configurar, dado a razão acima.

BIOS (Basic Input Output System)


Nesta lista você irá encontrar sua imagem da bios, se você tiver uma e tiver colocado na pasta selecionada para a BIOS. Note que a única forma LEGAL de obter uma BIOS é descarregando a mesma a partir do seu PRÓPRIO console Playstation 2. NÃO pergunte onde conseguir a BIOS no forum PCSX2, porque é contra as regras. Isso porque a BIOS do PS2 é um produto com direitos autorais da Sony, o que faz da sua distribuição algo ilegal, e poderíamos ter problemas se fosse descoberto que nós estávamos fornecendo ilegalmente arquivos de BIOS para as pessoas. Se a sua imagem da BIOS não aparece na lista, mesmo depois de ter selecionado o diretório correto para ela, é uma imagem inválida.

Atenção: É recomendável que você tenha todos os arquivos de BIOS mais recentes que o SCPH-10000.bin. Você provavelmente será capaz de rodar os jogos sem eles, mas pode haver uma chance de isso afetar a compatibilidade de alguma forma. Isso inclui o rom1.bin, o rom2.bin, o erom.bin e um arquivo SCPH-XXXXX.nvm onde XXXXX é a versão da BIOS (ex. SCPH-34004.nvm). Este último arquivo pode também ser criado pelo PCSX2 depois que você configurar sua BIOS (definir fuso horário, idioma, etc) mas é melhor se você extrair este arquivo diretamente do seu Playstation 2. Mais uma vez: NÃO PEÇA onde conseguir estes arquivos, pois eles são parte da BIOS também.

Aqui está uma rápida explicação sobre a BIOS por auMatt:

auMatt Wrote:Basicamente, o primeiro ps2 japonês tinha uma única bios e o dvd player e etc eram instalados no memory card. Os ps2
Os PS2 que vieram depois tinham o software do Dvd Player instalado numa ROM (EROM) separada que é criptografada.
A ROM1 é uma parte adicional da BIOS que contem extras como ID's para a versão do DVD Player, etc.
A ROM2 é na verdade a mesma cois mas eu acho que só está disponível em PS2 chineses.
Espero que isso ajude.

Um novo "dumper" de BIOS já está disponível e pode extrair do seu PS2 a BIOS, a ROM1, a ROM2, a EROM e a NVM. Baixe ele AQUI

Nota: Para máxima compatibilidade é recomendado que você use uma BIOS diferente de SCPH10000.BIN, que é a mais antiga. Isso é porque com esta BIOS existem muitos problemas de compatibilidade do memory card e em outras seções.

Como extrair os arquivos BIOS do seu PS2 Veja PS2Dev e este tópico AQUI.

Agora terminamos de configurar todos os Plugins para o PCSX2.

Aba "BIOS" da tela de seleção de Plugin/BIOS:


Aqui você verá uma tela idêntica a do ajudante de configuração que se ativa da primeira vez que você abre o programa, com a mesma função, onde você deve selecionar um arquivo de BIOS da lista, e pode mudar a pasta de onde o PCSX2 carrega estes arquivos.

Aba "Folders" da tela de seleção de Plugin/BIOS:


Aqui você pode mudar as pastas onde o PCSX2 vai salvar alguns arquivos que ele cria. Desmarcando a opção "Use default setting" você pode clicar em "Browse" para escolher as pastas onde o PCSX2 vai manter: arquivos de jogo salvo, print-screens e logs/dumps, respectivamente.


Parte Central (Core)


Agora vem as configurações do "core" (núcleo) do PCSX2, que ficam em "Config" => "Emulation settings". Você verá uma janela como esta (clique para aumentar):

[Image: attachment.php?aid=26073]


Esta janela tem 6 abas: "EE/IOP", "VUs", "GS", "GS Window", "Speedhacks" e "Gamefixes". Vamos começar com a "EE/IOP".

Aba "EE/IOP" da janela "Emulation Settings":


"EE/IOP" significa "Emotion Engine / Input Output Processor", que são os componentes principais do Playstation 2. Abaixo vamos descrever as opções disponíveis:
  • "Emotion Engine": Selecione "Recompiler" para habilitar o recompilador para a "Emotion Engine", o que nos dá um enorme aumento na velocidade. Ele é extremamente compatível, portanto deve ser usado sempre. Se você selecionar "Interpreter" você vai usar o modo de interpretação, que é muito lento e em alguns casos mais compatível, mas serve principalmente para a depuração de problemas.

  • "IOP": O mesmo serve para o "Input Output Processor". Este "Interpreter" não diminui tanto a velocidade quanto o da "EE", mas ainda assim é uma grande diferença.

  • "Round mode": Muda como o arredondamento de números "Float" é feito . Se o seu jogo está travando em um ponto específico, tente mudar esta opção. O padrão e mais compatível é "Chop/Zero". É mudado automaticamente quando "Enable Patches" está ativado e você está rodando um jogo que precisa de outro modo.

  • "Clamping mode": Esta opção vai do modo mais rápido para o mais lento de cima para baixo. Assim, "None" é o mais rápido e menos compatível e "Full" é o mais lento e mais compatível. O padrão aqui é "Normal", que funciona bem com a maioria dos jogos sem comprometer muito a velocidade. Modificado automaticamente quando "Enable Patches" está ativado e você está rodando um jogo que precisa de um modo diferente do padrão.

  • Opção "Flush to Zero": Gera um pequeno aumento na velocidade mas diminui a compatibilidade. É recomendado.

  • Opção "Denormals are Zero": Dá um bom aumento na velocidade e não causa nenhum problema.

  • "Restore Defaults": Clique aqui para retornar todas as opções para seus valores padrão (que são vistos em negrito no Windows Vista/7 e em verde no Windows XP).

Aba "VUs" da janela "Emulation Settings":


"VUs" significa "Vector Units", que são os co-processadores do Playstation 2 que trabalham em paralelo com a "EE" e com o "IOP". O Playstation 2 tem dois co-processadores chamados VU0 e VU1. Abaixo estão descritas as opções disponíveis:
  • VU0: Neste box você pode escolher uma entre três opções: "Interpreter", "microVU Recompiler" e "superVU Recompiler [legacy]".

    • "Interpreter": Se você selecionar isto o PCSX2 vai usar o interpretador para a unidade VU0, que é extremamente lenta e não muito compatível. Serve apenas para resolução de problemas e testes.

    • "microVU Recompiler": O recompilador de "Vector Units" mais recente, escrito por cottonvibes. Esta opção tem alta compatibilidade para jogos, é mais estável e tem uma boa velocidade.

    • superVU Recompiler [legacy]: O antigo recompilador de "Vector Units" escrito por zerofrog. Não é mais ativamente desenvolvido (daí o nome "legacy"), tem uma compatibilidade ruim se comparado ao "microVU", é mais instável e geralmente um pouco mais rápido. Deve ser usado apenas para identificar problemas no novo recompilador e para os raros casos em que ele funciona melhor que o "microVU".

  • VU1: O mesmo que o descrito acima, mas no box VU1.

  • "Round mode": O mesmo que em "EE/IOP"

  • "Clamp mode":Esta opção vai do modo mais rápido para o mais lento de cima para baixo. Assim, "None" é o mais rápido e menos compatível e "Extra+Preserve Sign" é o mais lento e mais compatível. O padrão aqui é "Normal", que funciona bem com a maioria dos jogos sem comprometer muito a velocidade. Se você tiver problemas com geometria ruim ou polígonos pontiagudos, tente colocar esta opção em 'Extra+Preserve Sign'. Modificado automaticamente quando "Enable Patches" está ativado e você está rodando um jogo que precisa de um modo diferente do padrão.

  • Opção "Flush to Zero": Gera um pequeno aumento na velocidade mas diminui a compatibilidade. É recomendado.

  • Opção "Denormals are Zero": Dá um enorme aumento na velocidade e não causa nenhum problema.

  • "Restore Defaults": Clique aqui para retornar todas as opções para seus valores padrão (que são vistos em negrito no Windows Vista/7 e em verde no Windows XP).

Aba "GS" da janela "Emulation Settings":


GS significa "Graphics Synthesizer", que é o responsável pela renderização (geração) dos gráficos no Playstation 2 (Entre outras coisas). Abaixo estão descritas as opções disponíveis:

  • Box "Framelimiter": As opções deste box podem ser usadas para controlar a sua taxa de quadros (frames) por segundo de várias formas:

    • Opção "Disable Framelimiter": Se você marcar isto o emulador vai rodar o jogo da forma mais rápida que o seu computador for capaz, ignorando todas as opções abaixo. Ligue/desligue esta opção durante um jogo pressionando "F4".

    • Opção "Base Framerate Adjust": Aqui você pode controlar a taxa de FPS (Frames por Segundo) dos seus jogos com base em um uma porcentagem. Se você deixar as pocentagens das opções "NTSC Framerate" e "PAL Framerate" intactas (60 e 50 FPS, respectivamente), 100% aqui vai ser 60 FPS para NTSC e 50 FPS para PAL, 110% seria 66 FPS e 55 FPS respectivamente, etc. O "frame limiter" vai limitar o FPS dos seus jogos com base neste valor. Colocar este valor em mais do que 100% NÃO vai aumentar a velocidade (performance) da emulação, recomendamos que você deixe no padrão, que é 100%.

    • Opção "Slow Motion Adjust": Aqui você pode escolher para qual velocidade o emulador irá limitar o jogo quando você ativar o modo câmera lenta (Slow Motion). A porcentagem é referente à "Base Framerate" acima , e portanto 50% significa metade da velocidade da "Base Framerate", que foi explicada acima. Muda esta opção durante o jogo pressionando as teclas "Shift" e "Tab" (Não funciona no momento).

    • Opção "Turbo Adjust": Funciona do mesmo jeito que o "Slow Motion Adjust" mas começa a funcionar quando você ativa o modo acelerado (Turbo Mode). Ative durante o jogo pressionando a tecla "Tab"

    • Opção "NTSC Framerate": Define a velocidade com que os jogos no formato NTSC vão rodar. A velocidade padrão (e normal) para estes jogos é 59.94 FPS, Mas você pode colocar em valores mais altos ou mais baixos para combinar com as nopções acima. Dica: Colocar esta opção em um valor mais baixo que o normal pode aumentar a velocidade de alguns jogos, mas também pode fazer outros pararem de funcionar.

    • Opção "PAL Framerate": Define a velocidade com que os jogos no formato NTSC vão rodar. A velocidade padrão (e normal) para estes jogos é 50 FPS, Mas você pode colocar em valores mais altos ou mais baixos para combinar com as nopções acima. Dica: Colocar esta opção em um valor mais baixo que o normal pode aumentar a velocidade de alguns jogos, mas também pode fazer outros pararem de funcionar.

  • Box "Frame Skipping": As opções deste box podem ser usadas para controlar como funciona o "frame skipping", uma técnica que faz com que o renderizador deixe de desenhar alguns quadros (frames) de um jogo para dar a sençasão de ele está rodando mais rápido quando a taxa de quadros por segundo normal não pode ser alcançada. Como explicado no GUI, este recurso pode e vai causar engasgos, "lag", ou outros comportamentos anormais dependendo do jogo. Você pode ligar/desligar este recurso durante o jogo pressionando as teclas "Shift" e "F4" juntas.

    • "Disabled": Quando selecionado desabilita o "Frame Skipping", recomendado se você está conseguindo uma velocidade aceitável.

    • "Skip when on Turbo only": Quando selecionado ativa o "Frame Skipping" apenas quando o modo acelerado (Turbo) está ativado.

    • "Constant Skipping": Quando selecionado, mantém o "Frame Skipping" sempre ativado.

    • Ajuste de "Frames to Draw":Especifica quantos quadros serão desenhados por quadro pulado.

    • Ajuste de "Frames to Skip": especifica quantos quadros serão pulados de uma vez.


  • Opção "Use Synchronized MTGS": Marque esta opção para usar um modo diferente de MTGS. MUITO lento, apenas para fins de depuração de erros.

  • "Disable all GS output": Desativa toda a geração de gráficos. Usado para avaliar a velocidade da parte central (Core) do PCSX2 e para depuração de problemas.

Aba "GS Window" da janela "Emulation Settings":


Aqui você pode controlar vários aspectos da saída de vídeo do PCSX2. Abaixo estão descritas as opções disponíveis:

  • "Apect Ratio": Aqui você pode escolher "Fit to Window/Screen", que irá aumentar o vídeo para o tamanho da sua tela, "standard (4:3)", que irá ajustar o tamanho do vídeo para to 4:3 ou "Widescreen (16:9)" que ajusta para o tamanho 16:9. Tenha em mente que dessa forma (16:9) o vídeo será esticado, deformando a imagem. Para um Widescreen normal, ative o modo Widescreen no menu de opções do jogo (se ele suportar).

  • "Custom window size": Escolha o tamanho da tela em pixels.

  • Opção "Disable window resize border": Quando marcada, esta opção retira a barra usada para redimensionar a janela do vídeo.

  • Opção "Always hide mouse cursor": Quando marcada esta opção, o cursor do mouse não será visível quando estiver em cima da janela do vídeo.

  • Opção "Hide window on suspend": Se marcada esta opção, a janela de vídeo desaparecerá quando a emulação for suspensa.

  • Opção "Default to fullscreen mode on open": Se esta opção estiver marcada, o PCSX2 vai rodar no modo tela cheia. Você pode voltar para o modo janelado pressionando as teclas "Alt" e "Enter" juntas.

  • Opção "Use exclusive fullscreen mode (if available)": Quando esta opção estiver ativada, um método de imagem diferente será usado, que pode funcionar melhor para monitores CRT e placas de vídeo antigas. Esta opção NÃO é recomendada, pois pode causar problemas de memoria e/ou travamentos aleatórios quando mudar para o modo tela cheia e vice-versa.

  • Opção" Wait for vsync on refresh": Quando marcada esta opção o PCSX2 vai usar "Vsync", que aumenta o alinhamento vertical da imagem mas reduz muito a velocidade. Se ativa no modo tela cheia apenas e pode não funcionar com todos os Plugins de GS.

Aba "Speed Hacks" da janela "Emulation Settings":


Os "Speed hacks" são várias técnicas usadas para aumentar a velocidade sob o custo de precisão de emulação. Todas essas opções podem causar problemas graves, travamentos e outros comportamentos anormais, portanto use-as com cuidado! Note também que elas afetam apenas alguns jogos, portanto você pode não ganhar nenhum aumento na velocidade dependendo do jogo. Abaixo descrevemos as opções disponíveis:
  • Opção "Enable speedhacks": Marque/desmarque esta opção para ligar/ desligar todos os Hacks abaixo.

  • Hack "Emotion Engine (EE) Cyclerate": Este Hack aumenta o tempo que uma operação emulada leva, assim, a tarefa fica mais fácil para a sua CPU. Qualquer coisa a não ser o padrão aqui pode fazer seus jogos pararem de funcionar, fazê-los parecer mais lentos ou fazer com pulem quadros (frames).

    • Default Cycle Rate - Level 1: Isto não é um hack, vai emular a EE na velocidade padrão dela.

    • Level 2: Reduz a taxa de ciclos da EE em 33%. Aumento moderado na velocidade, pequeno impacto na compatibilidade.

    • Level 3: Reduz a taxa de ciclos da EE em 50%. Grande aumento na velocidade, impacto moderado na compatibilidade. Também pode causar gagueira do áudio nos vídeos dos jogos.


  • Hack "VU Cycle Stealing": Este Hack aumenta o número de ciclos que o Vector Unit (VU) rouba da "Emotion Engine (EE)". Este Hack Pode causar leituras falsas do FPS (especialmente em valores altos), tela piscando, diminuições na velocidade e outros problemas sérios com alguns jogos!

    • Level 0: Este nível desativa o "VU Cycle Stealing".

    • Level 1: Pequeno aumento na velocidade, pequeno impacto na compatibilidade.

    • Level 2: Grande aumento na velocidade, impacto moderado na compatibilidade.

    • Level 3: Pequeno aumento na velocidade se comparado ao Level 2, Enorme impacto na compatibilidade. Este Level não vai funcionar corretamente para a maioria dos jogos, causando tremores na imagem, diminuição na velocidade e problemas gráficos, e por outro lado um enorme aumento na velocidade quando ele funciona. Não recomendado a não ser para alguns jogos específicos que funcionam bem com ele.


  • Box "Other Hacks": Vários Hacks com diferentes usabilidades.

    • Hack "Enable INTC Spin detection": Este hack pega um atalho em uma ação conhecida dos jogos de PS2 quando eles estão ociosos, olhe a legenda da opção para mais informações. Em vez de fazer o loop ocioso ele só vai para o final e continua a partir daí. Pode dar grandes aumentos de velocidade, mas apenas em alguns jogos. Hack bastante seguro, com quase nenhum problema de compatibilidade, recomendado.

    • Hack "Enable Wait Loop detection": Método similar ao acima. Aumento moderado na velocidade sem impactos conhecidos na compatibilidade, recomendado.

    • Hack "Enable fast CDVD": Reduz o tempo de carregamento dos jogos usando um modo de acesso a disco mais rápido. Cheque a lista de compatibilidade do HDLoader para ver os jogos que NÃO irão funcionar com isto (Geralmente marcados com precisando de "mode 1" ou "Slow DVD"). Não recomendado já que pode fazer muitos jogos pararem de funcionar.


  • Box "microVU Hacks": Estes hacks só serão ativados apenas quando o "microVU" estiver selecionado como recompilador na aba "VUs" da janela "Emulation Settings". Se o "superVU" estiver selecionado estes Hacks não funcionarão.

    • "mVU flag hack": Veja a legenda da opção para mais informações sobre como isto funciona. Aumento de velocidade moderado com altíssima compatibilidade, recomendado.

    • "mVU block hack": Veja a legenda da opção para mais informações sobre como isto funciona. Aumento de velocidade moderado com alta compatibilidade.

    • "mVU Min/Max hack": Veja a legenda da opção para mais informações sobre como isto funciona. Pequeno aumento de velocidade com compatibilidade moderada.


  • "Restore defaults": Clique para restaurar todas as opções para seus valores padrão (que desabilita todos os Hacks desta aba).

Aba "Game fixes" da janela "Emulation Settings":


Como diz o nome, estas são algumas opções especiais para ajustar/consertar jogos que por alguma razão precisam delas para serem emulados corretamente. Note que a equipe de desenvolvimento não tem a intenção de deixar opções específicas para cada jogo, estas são apenas um "quebra-galho" temporário até que uma solução melhor seja encontrada e estas opções possam ser removidas. Vários destes "Gamefixes" são aplicados automaticamente quando a opção "Enable Patches" na lista "system" esta ativada.

  • Opção "VU Add hack": Este Hack é necessário porque o PS2 não segue o padrão IEEE nas variáveis float.
    Ative-o apenas para os jogos "Star Ocean 3","Valkyrie Profile 2" e "Radiata Stories".

  • Opção "VU Clip Flag Hack": Este Hack só é necessário quando o "superVU" como recompilador na aba "VU" da janela Emulation Settings. Nescessário para os jogos da série "Persona".

  • Opção "FPU Compare Hack": Este Hack é necessário por causa do intervalo limitado de números flutuantes (floating) definidos pelo padrão IEEE que o PS2 não segue. Ative apenas para "Digimon Rumble Arena 2".

  • Opção "FPU Multiply Hack": Necessário para "Tales of Destiny".

  • Opção "FPU Negative Div Hack": Necessário para jogos da série "Gundam", conserta o modo de visão da câmera.

  • Opção "VU GXkick Hack": Coloca mais atraso nas instruções VU XGkick. Necessário para "Erementar Gerad".

  • Opção "FFX videos fix": Faz o GIF zerar antes de executar o trabalho do IOU. Retira artefatos cinzentos na imagem dos vídeos do "Final Fantasy X".

  • Opção "EE timing Hack": Hack com várias funções. É conhecido por ajudar em: "Digital Devil Saga", "SSX" e "Resident Evil: Dead Aim".

  • Opção "Skip MPEG Hack": Use isto para pular vídeos de introdução quando eles travam a emulação.

  • Opção "OPH flag Hack": Necessário em: "Bleach Blade Battler", "Growlancer" II e III e "Wizardry".

Opções Variadas


Aqui vamos descrever o que o resto das opções do emulador fazem:

  • "System" => "Boot CD/DVD (full)": Se você clicar nisso o emulador vai rodar a imagem que estiver selecionada no seu Plugin de CDVD (ou no selecionador interno de ISO) Ou vai perguntar que imagem você quer rodar se nenhuma estiver selecionada na sua configuração de CDVD. Se você estiver usando o Plugin Gigaherz CDVD isto vai rodar o CD/DVD do drive selecionado. O modo "full" passa antes pela introdução da BIOS igual a um PS2 real. Use para jogos que tem traduções diferentes ou proteção contra cópia.

  • "System" => "Boot CD/DVD (fast)": Como a opção acima mas pula a introdução da BIOS e roda o jogo instantâneamente.

  • "System" => "Run ELF...": Você pode usar isso para rodar versões demo que são quase sempre em formato .elf.

  • "System" => "Suspend/Resume": Você pode usar isso para pausar ou continuar a emulação a qualquer momento.

  • "System" => "Load State/Save State": aqui você pode salvar/carregar salvas em tempo real enquanto o jogo está rodando. Clicando em "Other" você pode especificar um nome para os arquivos diferente do padrão do PCSX2.

  • "System" => "Enable Patches": Isto vai ativar os "Patches", que são consertos automáticos para jogos. Os "Patches" tem vários usos, como pular vídeos de jogos que ainda não podem ser emulados corretamente. Ativar isto também vai habilitar algumas configurações especiais se o jogo que você estiver rodando precisar delas.

  • "System" => "Enable Cheats": Isto vai habilitar os "Cheats" (trapaças) nos jogos. Os "Cheats" funcionam com o mesmo sistema que os "Patches" mas são carregados da pasta "Cheats" do PCSX2. Veja vários guias (em inglês) no nosso fórum sobre como criar arquivos de "Cheats" para o PCSX2

  • "System" => "Enable Host Filesystem": Isto vai habilitar o "Host Filesystem" do PCSX2. Usado principalmente por demos e aplicativos "Homebrew" (não oficial).

  • "System" => "Shutdown": Isto vai parar o jogo que você estiver rodando e reiniciar o PCSX2.

  • "System" => "Exit": Fecha o emulador.

  • "CDVD" =>
    • "Iso Selector": Este é o carregador de ISO interno do PCSX2, que não usa um Plugin de CDVD. Você pode escolher qualquer imagem suportada pelo PCSX2 clicando Browse. Para a sua conveniência, este menu também mantém uma lista de imagens usadas recentemente. Isto só vai funcionar se a ISO for selecionada no menu abaixo!
    • Plugin Menu => Plugin Settings: Isso vai mostrar qual Plugin de CDVD você selecionou e deixá-lo configurar daqui (ao invés de precisar ir para a janela de seleção de Plugin/BIOS).
    • Seleção de "ISO - Plugin - No Disc": Este menu vai deixá-lo escolher de onde o PCSX2 vai carregar os jogos. Se você selecionar "ISO", o carregador de ISO interno vai carregar a imagem selecionada nele (como descrito acima). Se você selecionar "Plugin", o Plugin de CDVD selecionado será usado para carregar seus jogos. Se você selecionar "No Disc", nenhum jogo será carregado e o PCSX2 vai simplismente inicializar a BIOS.

  • Config =>
    • "Emulation Settings": Vai abrir a janela "Emulation Settings" que foi descrita no começo deste guia.

    • "Memory cards": Vai abrir o gerenciador de memory cards.

    • Clicando em "Browse" você pode especificar uma pasta de onde o PCSX2 vai tentar carregar os seus memory cards.

    • Selecione qualquer memory card da lista para os botões "Delete" e "Disable", que vão apagar ou desabilitar o memory card selecionado, respectivamente.

    • "Enable Multitap on Port 1": Vai habilitar o "Multitap" para até 4 memory cards na porta 1. Em desenvolvimento (Não vai funcionar corretamente ainda).

    • "Enable Multitap on Port 2": O mesmo que o acima para a porta 2 de memory card do Playstation 2.

    • "Auto-Eject Memcards when loading save states": A descrição está no GUI, recomendado que você veja.


  • "Video (GS)"/"Audio (SPU2)"/"Controllers (PAD)"/"Dev9"/"USB"/"Firewire" => "Plugin Settings": Vai abrir a tela de configuração de cada Plugin (listado aqui), respectivamente: Gráficos/Som/Controles/Dev9/USB/Firewire.

  • "Patches": Vai abrir o gerenciador de "patches". Não implementado na versão 0.9.7 beta.

  • "Multitap 1": Vai habilitar o "Multitap 1". Não implementado na versão 0.9.7 beta.

  • "Multitap 2": Vai habilitar o "Multitap 2". Não implementado na versão 0.9.7 beta.

  • "Clear all Settings": Limpa todas as configurações salvas, restaura-as para os padrões e abre o ajudante de configuração que se ativa da primeira vez que você abre o programa.


  • Misc =>
    • "Show Console": Abre uma segunda janela atrás da janela principal do PCSX2 e é usada principalmente para depuração de erros. Lá você vai poder ver várias menssagens que podem te ajudar a identificar um problema ou quando estiver rodando um jogo o que está sendo feito pelo emulador a cada momento. Menssagens em vermelho são erros e menssagens em amarelo são avisos importantes.

    • "Print cdvd info": Quando esta opção está marcada, as leituras de CD/DVD que o emulador faz são serão colocadas no console. Uado principalmente para depuração de erros.

  • "About": A janela de "sobre". Aqui você pode ver quem são os autores do emulador e alguns agradecimentos.

Se você ainda estiver com algum problema para rodar o emulador, poste o seu problema (em inglês) no fórum do PCSX2 AQUI depois de ler as regras com cuidado!

Voltar ao topo

É isso! Espero que isso seja útil para todas as pessoas que são novas para o PCSX2 e para membros que gostam de mexer nas opções para fazer mais jogos funcionar.

Agradecimentos a Gigaherz por mostrar como fazer o Menu funcionar com o Firefox. Smile
Muitos agradecimentos ao meu amigo Regulus pelo fundo,pelo script dos smiles e pela ajuda dele. Smile
Agradecimentos a Razor Blade por consertar as bordas das imagens.
Agradecimentos a crushtest por me mostrar alguns problemas com o Firefox e por suas sugestões.
Agradecimentos a Nachbrenner por suas sugestões e contribuições.
Agradecimentos a Falcon4ever por me pressionar com a validação XHTML.
Agradecimentos a rama por me ajudar com algumas explicações.

Feito por Bositman.
Reply

Sponsored links

#2
Caso alguém note erros no texto ou tenha alguma sugestão favor me enviar uma PM Wink
System Specifications
CPU: AMD Athlon X2 4400+ 2.2GHz
Graphics Card: Nvidia GeForce 9500GT 1GB GDDR2
Motherboard: Abit Nforce 630a
RAM: 2GB
Operational System: Windows 7 64bit
Reply
#3
Removendo este tópicos da lista de destaques, por se tratar de uma versão antiga do PCSX2.

Archlinux user and need help with PCSX2? Consider asking it in the Archlinux specific forum at http://forums.pcsx2.net/Thread-PCSX2-for-Archlinux Tongue
Reply




Users browsing this thread: 1 Guest(s)