Thread Rating:
  • 0 Vote(s) - 0 Average
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Guia Oficial de Configuração do PCSX2 v1.2.1 - Português (Brasil)
#1
Excl Esta é uma versão traduzida do Guia Oficial de Configuração do PCSX2. Para a versão original (em inglês), veja AQUI.

Vídeo de guia de configuração



Já que esse guia é extremamente detalhado e é uma longa leitura, avih criou um guia rápido bem mais curto que você pode ler aqui. Se você ainda tiver alguma dúvida ou quiser entender melhor o cada opção faz, leia esse longo guia Smile


Nesse guia eu vou tentar explicar como configurar adequadamente o PCSX2 e vou dar umas dicas para rodar jogos. Aqui vai em passos para usuários Windows:

1) Faça download do novo lançamento do PCSX2 AQUI.
2) PCSX2 vem em 3 sabores: instalador completo, instalador web e binário. No completo tem o instalador web do DirectX empacotado; web opcionalmente faz download de tudo da internet; e o binário é somente o programa com os plug-ins. Faça download da opção que você preferir ou se você não sabe qual, o instalador completo.
3) Execute o instalador (se você fez download do instalador) ou se você fez download do binário, abra o arquivo e extraia seu conteúdo em uma pasta. (ex.: C:\PCSX2)
4) Execute do arquivo executável do PCSX2 ("pcsx2-r5875.exe", "pcsx2.exe" etc.) que está na pasta que você instalou ou executou os arquivos.

Para Usuários Linux
Pegue o novo executável aqui ou o código fonte no Github. Para compilar a partir do código fonte, siga as instruções no Guia de Instalação para Linux (em inglês).

Você precisa ter instalado o seguinte: libaio-dev, libasound2-dev, libbz2-dev, libcg, libcggl, libegl1-mesa-dev, libglew-dev, libgtk2.0-dev, libjpeg-dev, libsdl1.2-dev, libsoundtouch-dev, libsparsehash-dev, libwxbase2.8-dev, libwxgtk2.8-dev, nvidia-cg-dev, nvidia-cg-toolkit, portaudio19-dev e zlib1g-dev.

Plug-ins geralmente usados no linux são: ZZOgl-pg (ou ZZOgl), GSdx OpenGL/SDL, SPU2-X, ZeroSPU2, OnePad, Linuz Iso, EFP Iso, and EFP Polling.



Índice
  1. Configuração do Plug-in
  2. Configuração da BIOS
  3. Configuração centrais
  4. Configuração diversas
  5. Configuração de atalhos

Configurando PCSX2


PCSX2 tem um Assistente de Primeiras Configurações para lhe ajudar a configurar o PCSX2 mais facilmente. Então, nós vamos começar por ele.

Na primeira tela, você será solicitado para selecionar o idioma.

No primeiro menu suspenso, selecione o idioma que você quer para o programa.

PCSX2 vai automaticamente armazenar todas configurações, cartões de memória e novos arquivos criados em geral na sua pasta de Documentos se você usou um dos instaladores, ou na mesma pasta que pcsx2-r5875.exe está localizado se você usou a versão binária.

Na segunda janela você poderá escolher qual plug-in você quer usar. Os plug-ins padrões são aqueles com maior compatibilidade e normalmente mais rápidos também. Então, antes de sair alterando-os, certifique-se de saber o que está fazendo.
Aqui você também pode especificar uma pasta diferente para seus plug-ins se você quiser, simplesmente desmarcando a caixa de usar configuração padrão e selecionando a pasta de sua escolha em Pesquisar. Abrir no Explorer simplesmente abre uma janela de navegador de arquivos na pasta que você especificou.

Na terceira janela, você será solicitado a selecionar sua imagem BIOS da lista. Se você não consegue ver nada na lista, você precisa ou copiar os arquivos BIOS para a pasta informada abaixo, ou alterar a pasta para onde você guardou sua imagem BIOS. Para maiores informações sobre a BIOS, veja a seção de Configuração de BIOS desse guia. Se você não conseguir selecionar uma opção, você não conseguirá usar o PCSX2. Clique Finalizar no fim do Assistente de Primeiras Configurações.

Essa é a principal GUI (Interface Gráfica do Usuário) do PCSX2. Nela você pode alterar as configurações e ou plug-ins usados pelo PCSX2 da forma que quiser.
Vamos começar configurando nossos plug-ins e então passaremos para as configurações das definições do núcleo.
Vá para Configuração =>Seleção de plug-in/BIOS para selecionar e configurar os plug-ins que o PCSX2 vai usar. Você verá uma tela como essa (clique para ampliar):

[Image: attachment.php?aid=30180]

Há 3 guias: Plug-ins, BIOS e Pastas

Guia de Plug-ins da Seleção de Plug-ins/BIOS:


Antes de mais nada, você pode desmarcar a opção de usar configuração padrão e selecionar uma pasta de sua escolha clicando no Pesquisar. Essa é a pasta na qual PCSX2 carrega seus plug-ins.
Na esquerda você vê qual componente cada plug-ins emula (GS, PAD, SPU2 etc.), no meio você tem a seleção suspensa de plug-in, e na direita está o botão Configure que vai abrir uma janela de configuração para o respectivo plug-in selecionado.
Tenha em mente que quando você altera o plug-ins selecionado, você terá que pressionar o botão "Aplicar" para que o emulador carregue o novo plug-in e deixe disponível o botão Configurar para isso.

Agora, para a configuração de plug-ins:

Gráficos:



Primeiro, você vai querer verificar qual versão de Pixel Shaders e DirectX (no Windows) sua placa de video oferece suporte. Você fazer isso aqui.

Até o momento, você pode usar 3 plug-ins GS: GSdx v0.1.16, ZeroGS v0.97.1 and GSnull Driver v0.1.0.

GSdx v0.1.16 é um plug-ins DirectX 9 e DirectX 10/11 de Gabest que recentemente teve grande melhoria tanto em qualidade de velocidade quanto em imagem. Ele requer Pixel Shaders 2 e SSE2 para funcionar e Vista/Windows 7 com uma placa de vídeo com suporte a DirectX 10 para o modo DirectX10/11.

ZeroGS é um plug-in muito antigo que não tem sido desenvolvido a anos. Um número muito pequeno de jogos funcionam melhor com esse plug-in do que com o GSdx, então você pode usá-lo como último recurso.

GSnull é, como o nome sugere, um plug-in gráfico nulo, o qual não tem nenhum tipo de saída. É usado somente para propósito de depuração (debug).

Selecione GSdx v0.1.16 e pressione o botão Configurar.

  • Primeiramente, GSdx vem em 5 versões: SSE2, SSSE3, SSE4.1, AVX e AVX2. Somente SE seu processador suportar esses conjuntos de instruções use a última versão - você pode usar a que for mais rápido para você, isto é, na ordem de mais lento para o mais rápido: SSE2, SSSE3, SSE4.1, AVX e AVX2. As novas instruções AVX e AVX2 fornecem uma pequena aceleração apenas com os renderizadores por software do GSdx e não aqueles por hardware. Nota: usuários AMD, NÃO confundam SSE3 com SSSE3 (um 'S' extra) e SSE4A com SSE4.1, pois eles são totalmente diferentes e NÃO são suportados. Nesse caso use o SSE2.
    CPUs que suportam SSE2: Veja aqui
    CPUs que suportam SSSE3: Veja aqui
    CPUs que suportam SSE4.1: Intel Core 2 Duo séries Penryn (modelos E7xxx,E8xxx e Q9xxx), Intel Core i3, Intel Core i5, Intel Core i7, AMD Bulldozer/Bobcat
    CPUs que suportam AVX: Veja aqui
    CPUs que suportam AVX2: Veja aqui

  • Para usar o modo Directx10/11, você terá que estar usando Windows Vista ou Windows 7/8 com uma placa de vídeo compatível com Directx10/11 (veja o link anterior)

  • Modos DirectX10 e DirectX11 do GSdx atualmente são exatamente iguais em termos de tanto velocidade quanto de compatibilidade. A única diferença é que você só vai ver o primeiro se sua placa de vídeo suportar até DirectX10 e somente o segundo se sua placa de vídeo suportar até DirectX11

  • Adaptador: Aqui você pode selecionar quais adaptadores gráficos o GSdx vai usar. É muito útil para computadores que têm uma placa de vídeo dedicada e um chip de vídeo embarcado (onboard), de forma que o usuário possa selecionar explicitamente a placa de vídeo de dedicada (que é muito mais rápida).

  • "Renderer" (Renderizador): Aqui você pode escolher como os gráficos serão renderizados.

    Selecionando "Direct3D9 (Hardware)", GSdx vai usar as capacidades de Direct3D da sua placa de vídeo, impulsionando de forma significante a velocidade de emulação.

    Selecionando "Direct3D10/11 (Hardware)" (somente disponível no Vista/Windows 7 com placas de vídeo DX10/11), GSdx usará seus modos Direct3D10/11, os quais normalmente são modos mais rápidos e em alguns casos até mesmo também mais compatíveis. Altamente recomendado se seu sistema o suporta.

    Selecionando "Direct3D9/10/11 (Software)", GSdx usará seu software renderizador interno, o qual não vai usar sua placa gráfica, mas, ao invés, seu processador. Dessa forma, a velocidade de emulação é reduzida drasticamente, mas você tem o máximo de compatibilidade. Recomendado se você encontrar bugs gráficos com o renderizador (hardware) de Direct3D.

    Selecionando "OpenGL (hardware)", GSdx vai usar o backend OpenGL, o qual nesse instante é um equivalente mais lento dos renderizadores do DirectX, com a mesma ou pior compatibilidade. É a melhor opção para usuários Linux.

    Selecionando "OpenGL (software)", GSdx vai usar o backend OpenGL no modo software, com as mesmas características descritas acima.

    Selecionando "Direct3D9 (null)", Direct3D10/11 (null)", "Null (software)" ou "Null (null)", o plug-in vai simplesmente renderizar nada e, portanto, enviando nenhuma imagem para a tela. Use essa opção somente se você quer, por exemplo, ouvir alguma música, já que nesse modo você consegue um aumento drástico de velocidade.

  • Interlacing (entrelaçamento): Aqui você pode escolher entre None (nada), Auto e 6 outras técnicas de entrelaçamento, as quais são usadas para remover a "tremida" da imagem. Nós recomendamos manter Auto para a maioria dos jogos.
    Obs.: você pode ver que tipo de efeito e, talvez, desvantagens (ex: como a metade de FPS percebida nas misturas) que cada mode tem. Você pode rodar entre eles enquanto roda o jogo pressionando a tecla F5.

    Subseção de Scaling:

    Disponível apenas se um Renderizador de Hardware tenha sido selecionado acima. Aqui você pode ajustar diversas configurações de escalonamento para melhorar a qualidade do visual de seus jogos melhorando a resolução que as texturas são renderizadas ou aplicando filtros. Tenha em mente que alterando a resolução nativa dos jogoso pode causa vários "glitches", isto é, falhas gráficas (das mais pequenos glitches até os glitches mais sérios em casos raros).

  • D3D internal resolutions (Resoluções internas ao D3D): Aqui você pode especificar a exata resolução que você quer que seus recursos renderizem!
    Dessa forma, se seu PC é poderoso o suficiente (principalmente sua placa de vídeo), você pode jogar seu jogo favorito de PS2 em uma resolução muito maior tornando a imagem nítida e mais detalhada.
    Note que quanto maior a resolução, mais recursos o plug-ins terá que usar, fazendo a emulação ser mais lenta.

  • Original PS2 Resolution - Native (Resolução Original do PS2 - Nativa): Se você marcar essa caixa, o plug-in vai renderizar na resolução nativa do ps2 (é por isso que Gray Resolution e Scaling foram acinzentados)

  • Scaling (Escalonamento): Defina para Custom (personalizado) para usar qualquer configuração que você quiser definir abaixo (Custom Resolution). Ao definir para 2x-6x, a resolução interna do jogo será multiplicada por esse valor e será renderizada. Então, se uma resolução nativa de um jogo é 640x320, definir essa para 3x vai renderizar em 1920x960 (triplo da resolução nativa). Dessa forma, algumas falhas/bugs de aumento de escala podem ser prevenidos, o que não aconteceria se você definisse uma resolução personalizada (Custom Resolution) nas caixas abaixo.
    No presente momento, a maioria dos jogos e placas gráficas conseguem fazer escalonamento x2 e x3 sem problemas, mas podem sofrer com acentuada perda de velocidade em configurações mais altas.

  • Custom Resolution (Resolução Personalizada): Quando Scaling estiver definido para custom, você pode definir aqui qualquer resolução que você quiser que o jogo seja renderizado.


    Habilitar Shade Boost:

    Ao marcar isso, uma nova coleção de opções ficará disponível para você por meio de botões de configurações à direita. Clique nas configurações para ajustar saturação, brilho e contraste de acordo com suas preferências para a saída de vídeo do GSdx. Você pode clicar no botão reset na canto inferior esquerdo para definir os deslizadores para suas posições iniciais.

    Habilitar FXAA:

    Ao habilitar isso, GSdx vai aplicar o algoritmo de anti-aliasing (suavização) do FXAA para melhorar a qualidade visual de seus jogos com normalmente uma perda ínfima de velocidade. Você pode ativar/desativar FXAA pressionando a tecla PageUp.

    Habilitar FX Shader:

    Desde a versão 1.2.0, o PCSX2 pode usar programas de shader externos para adicionar vários efeitos e melhorias visuais. Por padrão, PCSX2 vem com 4 shaders de linha de varredura simples (o que você pode alternar enquanto roda o jogo pressionando F7). Para uma coleção enorme de efeitos de shaders que incluem UHQ FXAA, Bilinear FS Filtering, Bicubic FS Filtering, Gaussian FS Filtering, High Quality Blended Bloom, Per-Channel Gamma Correction, Scene Tone Mapping, RGB Colour Correction, S-Curve Contrast Enhancement, Texture, Sharpening, Pixel Vibrance, Post-Complement Colour Grading, Cel Shading, Scanline Emulation, Vignette e Subpixel Dithering. Você pode baixar o arquivo shader do Asmodean de nosso fórum AQUI. Abra o arquivo zip e extraia os arquivos PCSX2Fx_Settings.txt e shader.fx no mesmo diretório do PCSX2. Você pode alterar as configurações do shader abrindo o PCSX2Fx_Settings.txt e seguindo as instruções incluídas e finalmente salvar o arquivo com suas alterações. Uso com cuidado pois configurar valores muito alto aqui pode ter um impacto enorme na velocidade. Note que você pode usar shaders externos mesmo com um renderizador do GSdx (software), o que é a melhor forma de obter melhor qualidade visual com esse modo de renderização. Você pode ativar/desativar o uso de shaders externos pressionando o botão Home enquanto roda um jogo.


    Subseção modo Hardware:

    Somente disponível se uma renderizador de hardware foi selecionado acima. Aqui você pode alterar algumas configurações para qualidade extra de performance ou vídeo.

  • Texture filtering (filtragem de textura): Essa opção tem 3 estados. Marcada, cinza e desmarcada.
    Quando marcada, tudo na tela tanto 2D e 3D será filtrado bilinearmente.
    Quando acinzentada, a filtragem será feita como no PS2. Essa é a configuração preferível.
    Quando desmarcada, filtragem bilinear será completamente desativada. Menores qualidades de vídeo, mas pode ajudar algumas placas de vídeo lentas.

  • Logarithmic Z (Logaritmo Z): Essa configuração pode ajudar quando algumas das imagens dos jogos são "transparentes". Pode ser ativado/desativado somente com placas de vídeo que NÃO suportam um Z-buffer de 32 bits.

  • Allow 8-bit textures (Permitir texturas 8-bit): Usa "texturas em paletas" mais eficientes para toda renderização, o que reduz os requisitos de RAM da placa de vídeo. Por outro lado, aumenta o nível de processamento e pode causa algumas falhas visuais. Recomendado tentar ambas e ver qual que provê maior performance.

  • Alpha Correction (Correção Alfa; FBA): (modo DX9 somente) Mantenha essa opção habilitada, pois ela corrige alguns problemas de mistura que o modo DX9 tem. Pode também causar alguns problemas.

    Subseção de hacks:

    Habilite hacks de HW para habilitar as opções descritas abaixo. Clique em configurar para selecionar quais você desejar ter habilitados.
    Essas configurações são APENAS para usuários avançados que sabem o que estão fazendo. Essas configurações podem e IRÃO causa glitches graves se usados em jogos que não precisam deles! (afeta apenas modos de hardware).

  • MSAA: Adiciona anti-aliasing (suavização) no nível selecionado a toda superfície renderizada. Isso é demanda muito da placa de vídeo e pode travar o PCSX2, caso não haja memória RAM suficiente. Para mais informações, leia a descrição no painel à direita da caixa.

  • Skipdraw: Evita que sejam desenhas algumas superfícies ao mesmo tempo, baseado em quão provável é delas causarem problemas. Especifique quantas superfícies devem ser evitadas após a primeira problemática ser encontrada. Tente os valores mais baixos primeiro, como 1-3, e então use mais altos (quanto mais o número, maior a chance de efeitos e gráficos quebrados/faltando). Esse hack pode causar acelerações aleatórias também!

  • Alpha (Alfa): Tente isso se seu jogo possui problemas com neblina como efeitos ou sombras. Em geral, tente isso se você obtiver gráficos com glitches caso isso venha a corrigi-los.

  • Half-pixel Offset: Esse hack adiciona uma distância a todas as superfícies de forma que alguns problemas comuns e crescentes sejam reduzidos. Use isso quando os efeitos de blur (desfocagem) e halo parecerem ter se deslocados em direção superior-esquerda de onde deveriam estar.

  • Sprite: Leia a descrição no painel à direita da caixa para mais informações.

  • WildArmsOffset: Conhecido por ajudar em muitos jogos. Leia a descrição no painel à direita da caixa para mais informações.

  • Aggressive-CRC: Leia a descrição no painel à direita da caixa para mais informações.

  • Alpha Stencil: Leia a descrição no painel à direita da caixa para mais informações.

  • Nvidia Hack: Tente esse hack se você tiver uma placa de vídeo da Nvidia e estiver passando por problemas de alongamento estranho aparecendo e desaparecendo quando se está usando escalonamento.

  • Disable CRCs: Vai desabilitar todos os hacks do GSdx para jogos específicos. Você normalmente irá obter mais erros do que se estivesse com essa opção desabilitada, mas para certos jogos, como Shadow of the Colossus, você pode preferira saída sem ter isso ligado.

  • TC Offset X/Y: Assim como é explicado na descrição, essas configurações podem ajudar a corrigir alguns problemas com alinhamento quando se está usando escalonamento. Você pode usar alguns valores como exemplo, o que é conhecido por ajudar Persona 3, Haunting Ground e Xenosaga. Você pode tentar usar os mesmos valores para seus jogos, caso isso corrija seus problemas, ou tente seus próprios valores.


    Subseção modo Software:

    Disponível apenas se um renderizador de software foi selecionado acima. Aqui você pode encontrar opções para alterar quantas threads o renderizador vai usar e ativar/desativar o software AA.

  • Rendering threads: Essa opção somente está acessível se um método de renderização por software foi selecionado. Aqui você pode especificar quantas threads GSdx vai usar quando estiver renderizando via software, para tirar vantagem de todos núcleos que seu processador venha a ter. Exemplo: defina-a para 3 para processadores quad core. Impulsiona a velocidade significativamente em sistemas multinúcleos (multi-cores) para renderização por software com mais de 2 núcleos.

  • Edge anti-aliasing (AA1): Essa opção somente está acessível se um método de renderização por software foi selecionado. Quando marcada, o plug-in vai tentar aplicar uma forma de anti-aliasing (suavização) no jogo melhorando os visuais. Use com cuidado, pois é bem experimental no exato momento.


  • Movie Capture (Captura de filme): Esse é um recurso oculto(Tongue). Ao pressionar F12 enquanto se está executando PCSX2 com GSdx, uma caixa de mensagem vai aparecer. No primeiro campo, você tem que mostrar ao plug-in onde o vídeo capturado será armazenado, e digitar o nome do arquivo também. No segundo campo, você pode escolher um codec de compressão, como x264vfw ou "Uncompressed", o qual irá não comprimir o vídeo. Se você selecionou um codec de compressão, você poderá alterar suas configurações pressionando o botão "Config". Note que apenas codecs já instalados no seu PC vão aparecer.
    Pressione F12 duas vezes a qualquer momento para interromper a captura. O vídeo produzido será automaticamente avançado acelerado em 100% para seu prazer em visualizá-lo Smile Se você estiver usando SPU2-X, o arquivo de áudio será salvo como recording.wav na mesma pasta do PCSX2.

  • Pressione OK para salvar suas alterações ou cancelar para ir para a janela principal de Configurações

Selecione ZeroGS v0.97.1 e pressione o botão Configurar.

  • ZeroGS é um plug-in para DirectX 9 desenvolvido por ZeroFrog e visa placas de vídeo que suportam shaders pixel 2.0 ou mais. Como informado previamente, se sua placa não atende aos requisitos, você vai obter uma mensagem de "Erro ao abrir o plug-in de gs" e o pcsx2 vai ser terminado.

  • Habilitar Interlace: Quando isso está marcado, alguns problemas de entrelaçamento (i.e. tela "sacudindo") podem ser resolvidos, apesar de que alguns jogos ficam melhores com essa opção desabilitada. Você pode habilitar isso enquanto joga um jogo usando a tecla "F5".

  • Bilinear Filtering (filtragem bilinear): Quando isso está marcado, o plug-in vai filtrar a tela, suavizando as bordas. Isso geralmente vai reduzir seu FPS drasticamente, exceto se você possuir uma placa de vídeo muito poderosa. Você pode habilitá-la enquanto roda um jogo pressionando e segurando a tecla "Shift" e então pressionando "F5". Há 2 tipos de modos de filtragem bilinear: normal bf e forced bf. Alguns jogos informarão ao GS para renderizar texturas com amostragem de pontos, e não amostragem linear. No modo "normal bf", ZeroGS vai ouvir os jogos. No modo "forced bf", ele vai renderizar todas as texturas com filtragem bilinear. Forced bf pode introduzir artefatos indesejados nas bordas de texturas em alguns jogos. Por tanto, tenha cuidado. Por outro lado, na maioria dos casos, forced bf produz cenas com visual mais suave.

  • Anti-aliasing (suavização): Aqui você pode escolher o nível de anti-aliasing que você deseja que o plug-in use, para suavizar as bordas. Você pode ativar isso enquanto roda um jogo usando a tecla "F6". Note que isso pode reduzir a velocidade.

    None: Usará nenhum nível de anti-aliasing
    2x: Vai usar 2X anti-aliasing
    4x: Vai usar 4X anti-aliasing
    8x: Vai usar 8X anti-aliasing
    16x: Vai usar 16X anti-aliasing

  • Wireframe rendering: Quando marcado, o plug-in vai renderizar apenas em wireframe, de forma que você vai ver apenas algumas linhas poligonais aqui e ali Wink
    Você pode ativar isso enquanto roda um jogo pressionando "F7".

  • Capture avi: Você pode capturar um vídeo do seu jogo assim como no plug-in GSdx. Pressione "F12" e uma janela vai aparecer para a seleção de codec. No atual momento, você poderá apenas usar codificação XviD, já que o resto dos codecs vão travar o plug-in. Após você selecioná-lo, você pode configurar o codec pressionando o botão de configurar. Pressione OK e o processo de gravação se iniciará. Pressione "F12" novamente para pará-lo. O vídeo será salvo no diretório raiz do PCSX2 como "zerogs.avi".

  • Save snapshots as BMPs(padrão é JPG): É que o ele diz. Com isso habilitado, capturas de tela (snapshots) que você obtiver com "F8" serão salvos como arquivos BMP e não como arquivos JPGs, que é o padrão. As capturas de tela que você obtiver com "F8" estarão localizadas na pasta /snaps do diretório do seu pcsx2.

  • Fullscreen (Tela Cheia): Muito simples. Se você estiver com isso marcado, o plug-in vai mostrar a saída em tela cheia ao invés de janelado. Se você estiver com isso desabilitado e já rodando um jogo, você pode pressionar e segurar "Alt" e então pressionar "Enter" para ir para tela cheia.

  • Widescreen: Alguns jogos funcionam em modo tela plana. Ao marcar isso, ZeroGS vai escalonar automaticamente a janela para 16:9.

  • Default Window Size: Você pode informar qual o tamanho da janela do ZeroGS quando você estiver executando-o. As opções são várias resoluções de tela para as quais sua janela será redimensionada. Escolha o que você prefere e note se isso não afetar a velocidade.

  • Você pode pressionar e segurar a tecla "Shift" e, então, pressionar a tecla "F7" para ativar/desativar a visualização dos Frames Per Second na janela do ZeroGS.

ZeroGS Advanced Options

  • ZeroGS apresenta duas opções extras para ajustar suas várias configurações. Algumas vezes os jogos usam o Graphics Synthesizer (GS) de muitas formas inesperadas e, outras vezes, é impossível para o ZeroGS predizer como exatamente ele deveria emular o GS. Algumas opções podem converter um jogo de tela inutilizável de 2 FPS (frames por segundo) para exatamente o que o jogo esperaria do ps2, indo até 60 FPS.

  • Se uma coleção em particular de opções funcionam muito bem para um jogo particular, então essas opções podem ser salvas no arquivo de patch do jogo, de forma que elas são sempre aplicadas toda vez que o jogo é carregado. Isso é útil quando você deseja que essas opções sejam habilitadas apenas para aquele jogo em particular e não afete outros jogos.

  • Cada coleção de opções no ZeroGS possui um id único. Para consultar esse id, vá na caixa de diálogo de configuração do ZeroGS, defina as opções particulares e clique no botão Compute OR of IDS. Pegue o número gerado e abra o arquivo pnach correspondente ao jogo (normalmente é o nome é o CRC do jogo com extensão .pnach). Então, adicione em uma nova linha zerogs=xxxxxxxx onde os x's são o id.

GSnull Driver v0.1.0

  • Como explicado no início dessa seção, esse é um plug-in nulo (Null) e, portanto, ele não vai renderizar nada na tela. Pressione Configurar para obter um menu com uma caixa de seleção na qual você pode marcar/desmarcar "Enable Logging", o que vai habilitar/desabilitar o registro de logs do GS. Ele deve ser usado para depuração e por desenvolvedores.

Áudio:




SPU2-X


O melhor e mais novo plug-in de som no atual momento em que este artigo foi escrito. Ele era baseado no Gigaherz's SPU2 e posteriormente modificado por Jake Stine (Air) da equipe do PCSX2.
Esse é o único plug-in SPU2 que oferece suporte a processamento de efeitos (como reverb) e Dolby Pro Logic (II) (se sua placa de som for capaz de decodificar isso).
Também é o mais avançado em termos de emulação correta de chip. Muitos jogos funcionam apenas com SPU2-X!
  • Interpolation: Aqui você pode selecionar 1 de 5 opções de interpolação:
    1)Nearest: Como a descrição informa, nenhuma interpolação é feita neste modo e é o mais rápido.
    2)Linear: Faz interpolação linear no som, rápido.
    3)Cubic: Esse é um outro tipo de interpolação. Mais lento, com bons picos.
    4)Hermite: Essa é a opção recomendada. É o mais perto do que o PS2 produziria e, portanto, é o mais preciso. Porém, é um pouco mais lento que o acima.
    5)Catmull-Rom: Esse é outro tipo de interpolação. Lento, com alta qualidade.

  • Disable effects processing: Marcar isso vai desabilitar qualquer emulação de efeitos como reverb, reduzindo a qualidade do som, mas aumentando a velocidade.

  • Use the de-alias filter: Como descrito, fornece maior ênfase aos altos.

  • Enable debug options: Marcar isso torna o botão Configure Debug Options disponível. Quando clicado, ele vai apresentar a você várias opções de registro de logs que podem ser habilitadas para propósitos de depuração. Deveria ser usado apenas por desenvolvedores.

  • Module: Aqui você pode selecionar 1 de 5 configurações de módulos, que são diferentes formas de saída de som no seu sistema:
    1)No sound: Vai produzir nenhum som (mudo), resultando na melhor velocidade de jogo.
    2)X Audio 2: Funciona melhor no Vista, então usuários do XP podem querer tentar a terceira opção. Se você tem problemas com Portaudio, use este método.
    3)DirectSound: Deve funcionar um pouco pior do que X Audio 2, use-o se funcionar melhor para você.
    4)Wave out: Não recomendado, a opção 2 ou a opção 3 deveria funcionar melhor para todas situações.
    5)Portaudio: Esse é o método recomendado. Usa uma biblioteca multiplataforma chamada Portaudio. Essa é a única opção para o Linux, além de nenhum som.

  • Host API: Essa é a API que o Portaudio vai usar para produzir o som. Se o Windows WASAPI tiver problemas, tente definir isso para Windows DirectSound

  • Device name: Aqui você pode selecionar um dispositivo de áudio específico, por meio de seu nome, para o qual você deseja enviar o som. Se você não conseguir ouvir nenhum som enquanto isso estiver em "Default Device" (dispositivo padrão), escolha seu dispositivo do menu suspenso.

  • WASAPI Exclusive mode: Marque isso se você deseja que o SPU2-X funcione em modo exclusivo, bloqueando todos os outros aplicativos de usar seu dispositivo de saída de áudio.

  • Output Latency: Quanto mais baixo o valor de latência, menor o atraso (delay) do áudio que você terá na saída do áudio. Você pode deixar isso em "Use smallest possible" (Usar o menor possível) para permitir que o plug-in decida o que é melhor para você, ou pode definir com um valor personalizado abaixo. Nota que definir a latência muito baixo VAI resultar em travamentos e pulos no som. Portanto, altere os valores até você encontrar o menor valor que funcione com seu jogo sem causar travamentos.

  • Synchronizing mode:
    • TimeStretch: A configuração padrão e recomendada para o modo de sincronização. Isso mantém o áudio e vídeo em sincronia, e também ajuda a eliminar ruídos e outros problemas de som. Note que se sua velocidade é baixa, seu som também vai ser tão lento quanto seu vídeo com essa configuração.
    • Async Mix: Deixa a saída de som fora de sincronia com o vídeo, de forma que você vai obter velocidade de som normal mesmo se sua taxa de frames não estiver ótimo. Pode fazer os jogos travarem, então use com cuidado!
    • None: O áudio vai pular se você definir esse modo e você não vai obter velocidade máxima com o jogo que você está rodando. Pequena melhora no FPS.

  • Advanced: Aqui você tem opções avançadas que lhe permite tunar como o TimeStretch vai funcionar. Como descrito na GUI, valores altos são melhores se você não estiver conseguindo velocidades altas enquanto, e vice-versa se você estiver rodando seu jogo acima da velocidade máxima. Ao pressionar o "Reset to Defaults", você vai retornar os valores daqui para sua definição inicial.

  • Audio Expansion mode: Aqui você pode escolher se você deseja que o áudio produzido do plug-in seja expandido para toda sua configuração de alto-falantes, e não apenas em 2 canais (stereo). Usável apenas com o módulo XAudio2.
    • Stereo: A configuração padrão, nenhuma expansão de áudio quando isso estiver selecionado.
    • Quadrafonic: Vai expandir áudio para 4 alto-falantes
    • Surround 5.1: Vai expandir áudio para alto-falantes 5.1 surround
    • Surround 7.1: Vai expandir áudio para alto-falantes 7.1 surround

  • Use a Winamp DSP plugin: Se você não sabe o que é isso, deixa como está. (Não disponível no Linux no momento.)

ZeroSPU2


Este é um plug-in de SPU2 desenvolvido por zerofrog. ZeroSPU2 possui os seguintes recursos:
  • ZeroSPU2 possui um recurso de escalonamento de tempo semelhante ao SPU2-X. Para habilitar essa opção, vai até a configuração do ZeroSPU2 e marque a caixa correta. O recurso de escalonamento funciona melhor no Windows, mas ele também está implementado no Linux.

  • O modo de tempo real é um modo de alongamento de tempo para jogos que exigem mais precisão e menor latência.

  • Gravação de áudio/vídeo: Marque a caixa Recording para gravar o som durante cada uma de seus gameplays em um arquivo chamado zerospu2.wav.

  • Mute: Desativa o som (mudo), conseguindo um pouco pouco de velocidade extra.

PAD:


Aqui você será capaz de usar 3 plug-ins: Lilypad v0.11.0, Pokopom 2.1.0 e SSSPSX Pad v1.7.1.

Selecione Lilypad v0.11.0 e pressione o botão Configurar.


Você verá uma janela como essa (clique para ampliar):

[Image: attachment.php?aid=30184]

  • Lilypad é um plug-in de entrada muito avançado que oferece suporte a teclados, mouse, controles genéricos e controles do XBOX 360. Ele também inclui alguns hacks muito úteis para usar com o PCSX2, como o hack ESC ou a opção Disable Screensaver (desabilitar proteção de tela).

  • Para uma descrição mais detalhada sobre o que cada configuração faz e como configurá-lo adequadamente, visite o tópico oficial do plug-in AQUI.

Selecione Pokopom 2.1.0 e pressione o botão Configurar.


Você verá uma janela como essa (clique para ampliar):

[Image: attachment.php?aid=50985]

  • Pokopom é um novo plug-in de entrada desenvolvido por KrossX com alguns recurso únicos, como suporte a sensibilidade de pressão, "rumble" com curva personalizada e mais.

  • Para uma descrição detalhada sobre o que cada configuração faz e como configurá-lo adequadamente, visite o tópico oficial do plug-in AQUI e verifique o Wiki para ele AQUI.

Selecione SSSPSX Pad v1.7.1 e pressione o botão Configurar.



Você verá uma janela como essa (clique para ampliar):

[Image: attachment.php?aid=30182]

Agora, clique em Configurar para começar a configurar o SSSPSX Pad:
  • Aqui, você pressiona no nome do botão e insere uma tecla que você deseja atribuir a este botão. Se você deseja limpar a tecla atribuída a outro botão, você pode clicar no respectivo botão e esperar até o temporizador "Timeout: " atingir 0. Então, a tecla selecionada será atribuída a NONE (nenhum) novamente

  • Clique nas abas PAD1/PAD2 no canto superior esquerdo para alterar entre a configuração do controle 1 para o controle 2.

  • SSSPSX Pad oferece suporte a controles analógicos. Você pode atribuir seu eixo analógico nos botões "LX,LY,RX,RY". LX é para o eixo-Eixo-X analógico Esquerdo, LY é para o Eixo-Y analógico Esquerdo, RX é Eixo-X analógico Direito, RY é para Eixo-Y analógico Direito.

  • Os botões R3 e L3 são os botões analógicos do controle do PS2, R para direita (right) e L para esquerdo (left), como de praxe.



Cdvdrom:


Na maioria das circunstâncias, você será capaz de usar o carregador embarcado de ISO do PCSX2 escolhendo um ISO no menu CDVD e então, sob o seletor de ISO, escolher uma imagem da lista ou escolher procurar para adicionar um.

Porém, se você deseja usar um plug-in para fazer coisas como jogar um jogo usando um disco DVD ou criar uma extração (dump) de um arquivo ISO, escolha "Plug-in" no menu CDVD e, então, selecione um plug-in de CDVD.
Por padrão, PCSX2 inclui Gigaherz's CDVD v0.8.0, Linuz Iso CDVD v0.9.0 e CDVDnull v0.6.0.

Selecione Gigaherz's CDVD v0.8.0 e pressione o botão Configurar.

  • Realmente muito simples; basta selecionar a letra da unidade da qual o plug-in lerá o disco. Ele irá, então, rodar o jogo diretamente do CD/DVD que você inseriu na unidade

  • Isso é o único plug-in que, pelo menos parcialmente, oferece suporte a troca de disco. Se você tiver problemas ao trocar um disco que é necessário para este jogo, tente esse plug-in!

Selecione Linuz Iso CDVD v0.9.0 e pressione o botão Configurar.

  • Esse plug-in possui uma habilidade extra de comprimir suas imagens para salvar seu espaço em disco. além de executar suas imagens pcom o emulador.

  • Clique "Selecionar ISO" para selecionar a imagem do jogo que você deseja rodar/comprimir. Uma vez que você tenha selecionado uma imagem, você pode fechar a janela de configuração, de forma que você possa usá-la, ou pressionar "Compress Iso" para comprimi-la. Se você selecione uma imagem já comprimida, você também pode selecionar "Decompress Iso" para descomprimi-la.

  • Sob "Compression Method" (método de compressão) você pode selecionar ".Z - compress faster", o que comprimirá sua imagem muito mais rápido, mas a tornará maior ou ".BZ - compress better", a qual comprimirá sua imagem mais lentamente, mas a tornará menor.

  • Sob Options, você pode marcar/desmarcar "Enable Block Dump=>'ISO name.dump'". Quando marcada, essa opção criará arquivo extraído "nome da ISO".dump, na pasta raiz do PCSX2 (onde o executável do PCSX2 está localizado), do jogo que você uso. Esse arquivo é como uma ISO pequena, que é usada principalmente para depuração. Ele também armazenará os setores lidos durante a execução do jogo, de forma que você posteriormente será capaz de carregar o arquivo (usando "Select Iso" do Linuz Iso CDVD) e rodá-lo sem qualquer imagem/CD/DVD. Note que se o jogo tentar ler quaisquer outros setores além daqueles não inclusos no arquivo extraído, ele obviamente vai parar de responder.

  • Pressione OK para salvar suas alterações.


CDVDnull v0.6.0


  • Esse é um plug-in nulo (Null) como o GSnull, o que significa que ele faz nada. Ele não possui uma tela de configuração por motivos óbvios.


Dev9:


Aqui estão os plug-ins que lidam com o HDD (unidade de disco rígido) e a emulação de Ethernet. Há apenas o Dev9null v0.5.0 incluído nesta versão do PCSX2, que é mais um plug-in nulo (Null) que é exatamente igual aos outros.
Há uma versão mais nova do plug-in Dev9 em desenvolvimento por Luigi__, o plug-in MegaDev9 que ainda está em estágios inicial de desenvolvimento, mas é muito promissor. Por enquanto, ele emula parcialmente o HDD do PS2. Você pode obtê-lo aqui.
Finalmente, há um plug-in de netplay experimental do gigaherz e do drkIIRaziel chamado DEV9giga-razi. Apesar dos servidores de jogos da Sony estarem desativados, você pode tentar usá-lo. Ele pode ser baixado aqui (certifique-se de primeiro seguir o guia de como jogar on-line)

Usb:


Aqui estão os plug-ins que lidam com a emulação do USB (Universal Serial Bus, ou Barramento Serial Universal). Este lançamento do PCSX2 inclui USB Null v0.7.0, o qual é mais um plug-in nulo (Null). Nada para configurar pelo motivo acima. Há um novo plug-in USB que oferece suporte a mouses, teclados e pistola de luz USB por Shalma chamado Nuvee. Você pode obtê-lo em nosso site aqui.
Além dele, há um novo plug-in desenvolvido para volantes por jackun, que é uma modificação de um plug-in antigo de USB chamado Qemu. Aparentemente, ele oferece suporte completo a vários volantes, de forma que se você tenha um, certifique-se de usá-lo! Para mais informações, visite o tópico dedicado do plug-in em nosso fórum aqui. Você pode baixá-lo de nosso site aqui.


Firewire:


Aqui estão plug-ins que lidam com a porta Firewire do PS2. Apenas o FWnull v0.7.0 está incluído neste lançamento do PCSX2. Não há plug-ins Firewire disponíveis ou em desenvolvimento.
Nada para configurar pelo motivo acima.

BIOS


Nessa lista você encontrará a imagem da sua BIOS, se você tiver uma e tiver colocada na pasta selecionada para BIOS. Note que a única forma LEGAL de obtenção de uma BIOS é extraindo-a ("baixando-a") de seu PRÓPRIO console de Playstation 2. NÃO pergunte onde pode-se obter a BIOS no fórum do PCSX2 porque isso é contra as regras. Isso porque a BIOS do PS2 é um material sob copyright da Sony e isso torna sua distribuição ilegal, o que significa que nós poderíamos ter problemas se fosse descoberto que nós estivéssemos fornecendo arquivos de BIOS ilegalmente para as pessoas. Se sua imagem de BIOS nem mesmo aparece na lista após você ter selecionado corretamente seu diretório de BIOS, ela é uma imagem inválida.

Atenção: é recomendado que você tenha arquivos para BIOS mais novos que o SCPH-10000.bin. Você provavelmente será capaz de usar a BIOS ou jogos sem tê-la, mas pode haver uma chance disso afetar a compatibilidade de alguma forma. A BIOS inclui os arquivos rom1.bin, rom2.bin, erom.bin e um SCPH-XXXXX.nvm, sendo que XXXXX é a revisão de sua BIOS (ex: SCPH-34004.nvm). Ess último arquivo também pode ser criado pelo PCSX2 após você ter configurado sua BIOS (definir fuso horário, idioma etc.), mas é melhor se você obtiver esse arquivo extraído de seu Playstation 2. Novamente, NÃO PERGUNTE onde pode-se obter esses arquivos, já que eles são parte da BIOS também.

Aqui está uma rápida explicação sobre o que esses arquivos fazem por auMatt:

auMatt Wrote:Basicamente, o primeiro PS2 japonês tinha uma única BIOS e o reprodutor de DVD e demais itens estavam instalados no cartão de memória.
Os PS2s posteriores a esse primeiro modelo passaram a ter o software reprodutor de DVD instalados um uma ROM separada (EROM), que é criptografada.
A ROM1 é uma parte adicional da BIOS, que contém algumas coisas extras, como o ID da versão do reprodutor de DVD etc.
ROM2 é o realmente o mesmo, mas eu penso que esteja apenas nos PS2s chineses.
Espero que isso ajude.

Já está disponível um novo extrator de BIOS que pode extrair BIOS, ROM1, ROM2, EROM e NVM do PS. Baixe-o AQUI.

Note: Para compatibilidade máxima, é recomendado que use uma imagem de BIOS diferente da SCPH10000.BIN, que é a mais antiga. Isso porque com essa BIOS há problemas em emulação de cartão de memória e em outras seções.

Como extrair os arquivos de BIOS do seu PS2: Visita esse tópico e um tópico AQUI.
Também, aqui está um tutorial no YouTube sobre extrair BIOS de seu console, graças a FullGrownGaming:
http://www.youtube.com/watch?v=n3AVqzYcqSw (áudio e texto em inglês)


Então, agora terminamos de configurar todos os plug-ins do PCSX2.

Aba BIOS da janela de Seleção de plug-in/BIOS:


Aqui você verá uma tela idêntica àquela primeira do Assistente de Primeira Configurações, com a mesma usabilidade, o que significa selecionar um arquivo de BIOS a partir da lista e alterar a pasta na qual o PCSX2 tenta localizar suas imagens de BIOS.

Aba de Pastas da janela de Seleção de plug-in/BIOS.


Aqui você pode alterar as pastas nas quais alguns dos arquivos que o PCSX2 cria serão armazenados. Ao marcar "Usar configuração padrão" você pode clicar o botão "Procurar" para localizar uma pasta à qual você deseja que o PCSX2 armazene Savestates, capturas de tela e logs/extrações respectivamente.


Configurações centrais


A seguir estão as configurações centrais do PCSX2, as quais podem ser encontradas sob Configurações =>Configurações de emulação. Você verá uma tela como esta (clique para ampliar):

[Image: attachment.php?aid=30186]


Há 6 abas: EE/IOP, VUs, GS, Janela de GS, Hacks de velocidade e Correções de jogos. Vamos começar com EE/IOP.

Aba EE/IOP das Configurações de emulação:


EE/IOP significa Emotion Engine / Input Output Processor, que são os componentes centrais do Playstation 2. Abaixo descreveremos as configurações disponíveis:
  • Emotion Engine: Selecione "Recompilador" para habilitar o recompilador do Emotion Engine, concedendo uma aceleração realmente grande. É extremamente compatível, de forma que você deveria sempre usá-lo. Ao selecionar "Interpretador", você estará usando o modo realmente lento de Interpretador, que em alguns casos é mais compatível, mas tem principalmente propósito de depuração.

  • Habilitar cache do EE: Como o próprio texto indica, ele só funcionará se você definir o Emotion Engine para Interpretador. É extremamente lento e sabe-se que ajuda apenas a versão japonesa de "Dead or Alive 2" a funcionar. Você pode desabilitá-lo após começar a lutar para obter o hack de velocidade.

  • IOP: Mesmas configurações acima para o processador de entrada e saída IOP. O Interpretador aqui não é representa uma lentidão tão grande quanto o do EE, mas ainda é um grande impacto na velocidade.

  • Modo de arrendamento: Altera como o arredondamento de números flutuantes é calculado. Se seu jogo está de alguma forma congelando, tente alterar o valor aqui. O valor padrão e o mais compatível é "Cortar / zero". É alterado automaticamente quando "Correções automáticas de jogos" (sob menu Sistemas) está marcado, para alguns jogos que precisam de um valor diferente do padrão.

  • Modo clamping: Essas configurações vão de mais rápido a mais lento, de cima para baixo. Então, "Nenhum" é o mais rápido, mas menos confiável e "Completo" é o mais lento, mas mais confiável. O valor padrão aqui é "Normal", que funciona bem para a maioria dos jogos sem muito comprometimento da velocidade. É alterado automaticamente quando "Correções automáticas de jogos" (sob menu Sistemas) está marcado, para alguns jogos que precisam de um valor diferente do padrão.

  • Restaurar padrão: clique para restaurar todas as configurações para seus valores padrões, os quais são vistos em negrito no Vista/Windows 7 ou em colorido em verde no Windows XP e no Linux.

Aba VUs das Configurações de emulação:


VUs significa Vector Units (unidades vetoriais), que são os coprocessadores do Playstation 2 funcionando em paralelo com o EE e IOP. O Playstation 2 possui 2 desses processadores chamados VU0 e VU1. Abaixo, nós descrevemos as configurações disponíveis:
  • VU0: Nestes botões, você escolhe entre 3 opções: "Interpretador", "Recompilador de microVU" e "Recompilador de superVU [legado]".

    • Interpretador: Ao selecionar isso, PCSX2 vai usar o Interpretador para a unidade VU0, a qual é extremamente lenta e não muito compatível. Deve ser usada apenas para depuração e teste.

    • Recompilador do microVU: O recompilador mais recente para unidades vetoriais feito por cottonvibes. Essa opção possui uma compatibilidade muito grande com jogos, é mais estável e velocidade razoável. Recomendado.

    • Recompilador do superVU [legado]: O recompilador antigo para unidades vetoriais feito pelo zerofrog. Não está mais em desenvolvimento ativo (por isto, a etiqueta de legado), tem uma compatibilidade pior se comparada com o microVU, mais instável e geralmente um pouco mais rápido. Deve ser usado apenas para identificar bugs com o novo recompilador ou para os raros casos em que ele funcione melhor que o do microVU.

  • VU1: Igual acima, mas ara unidade vetorial 1.

  • Modo de arredondamento: mesmo que EE/IOP

  • Modo clamping: Essas configurações vão de mais rápido a mais lento, de cima para baixo. Então, "Nenhum" é o mais rápido, mas menos compatível e "Extra + preservar sinal" é o mais lento, mas mais compatível. O valor padrão aqui é "Normal", que funciona bem para a maioria dos jogos sem muito comprometimento da velocidade. É alterado automaticamente quando "Correções automáticas de jogos" (sob menu Sistemas) está marcado, para alguns jogos que precisam de um valor diferente do padrão.

  • Restaurar padrão: clique para restaurar todas as configurações para seus valores padrões, os quais são vistos em negrito no Vista/Windows 7 ou em colorido em verde no Windows XP e no Linux.

Aba GS nas Configurações de emulação:


GS significa Graphics Synthesizer, o qual é responsável pela renderização de gráficos do Playstation 2 (além de outras coisas). Abaixo descreveremos as configurações disponíveis:

  • Limitador de frames: As opções neste grupo podem ser usadas para controlar a taxa de frames em seus jogos em várias formas.

    • Desabilitar limitação de frames: Ao marcar isso, seus jogos rodarão o mais rápido que seu PC puder, ignorando as configurações e limites abaixo. Ative-o durante o jogo pressionando F4.

    • Ajuste da taxa de frames base: Aqui você pode controlar a taxa de frames base para seus jogos em um percentagem. Se você mantiver as taxas de frame base NTSC e PAL intactas (60 e 50, respectivamente), 100% aqui significaria 60 FPS para NTSC e 50 FPS para PAL, 110% significaria 66 FPS e 55 FPS, respectivamente etc. O limitador de frames limitará o FPS do seu jogo a esses valores. Definir isso para um valor acima de 100% NÃO é uma aceleração, motivo pelo qual recomenda-se mantê-lo no valor padrão de 100%.

    • Ajuste de câmera lenta: Aqui você pode controlar em uma percentagem a velocidade a qual seu jogo será limitado quando for ativada a câmera lenta. As percentagens se referem à taxa de frames base acima, de forma que 50% significa metade da velocidade da taxa de frames base, que você pode ver acima como é calculada em FPS. Ative-o durante o jogo pressionando Shift e Tab.

    • Ajuste do turbo: Idêntico ao ajuste de câmera lenta, mas é ativado quando você habilita o modo turbo. Ative-o durante o jogo pressionando Tab.

    • Taxa de frame NTSC: Define a velocidade na qual jogos em NTSC serão rodados. A velocidade padrão (e normal) para esses jogos é 59.94 FPS, mas você pode definir isso para menor ou maior para combiná-lo com as opções acima. Dica: Definir isso com valores menores que o normal pode acelerar alguns jogos, mas fazer isso pode quebrar alguns jogos. Só pode ser alterado via edição do pcsx2_vm.ini e alterando o valor após FramerateNTSC=

    • Taxa de frame PAL: Define a velocidade na qual jogos em NTSC serão rodados. A velocidade padrão (e normal) para esses jogos é 50 FPS, mas você pode definir isso para menor ou maior para combiná-lo com as opções acima. Dica: Definir isso com valores menores que o normal pode acelerar alguns jogos, mas fazer isso pode quebrar alguns jogos. Só pode ser alterado via edição do pcsx2_vm.ini e alterando o valor após FrameratePAL=

  • Frame skipping: As opções neste grupo podem ser usadas para controlar como o frame skipping funciona, que é uma técnica em que "pula" desenhar alguns frames de um jogo para lhe dar a sensação de que estar jogando mais suavemente quando a toda velocidade não puder ser atingida. Como anotado na GUI, esse recurso pode e vai causar desordem (ou repetição) do áudio, flashs e outros comportamentos anormais dependendo do jogo. Ative-o durante o jogo pressionando Shift e F4

    • Desabilitado: Quando selecionado, desabilita frame skipping, o que é recomendado se você está obtendo a velocidade de jogo adequada.

    • Pular ao usar o Turbo somente: Quando selecionado, habilita frame skipping apenas quando o modo Turbo está ligado.

    • Pular constantemente: Quando selecionado, habilita frame skipping constantemente.

    • Frames a serem desenhados: Especifica quantos frames serão desenhados antes de pular.

    • Frames a serem pulados: Especifica quantos frames serão pulados quando os frames acima tiverem sido desenhados.


  • Usar MTGS sincronizado: Marque essa opção para usar um modo diferente do MTGS. MUITO lento, apenas para propósito de depuração.

  • Desabilitar toda saída do GS: Como o nome sugere, desabilitará todas as saídas gráficas. Usado para testes de desempenho (benchmarking) da velocidade central do PCSX2 e depuração.

Aba Janela de GS das Configurações do emulação:


Aqui você será capaz de controlar vários aspectos da saída de vídeo do PCSX2. Abaixo serão descritas as configurações disponíveis:

  • Taxa de proporção: Aqui você pode selecionar "Ajustar à janela/tela" que vai alargar o vídeo para se adequar à sua janela; "Padrão (4:3) que vai definir a taxa de proporção de seu vídeo para 4:3; e Widescreen (16:9) que fará o mesmo com uma proporção de 16:9. Tenha em mente que a tela do jogo será alargada assim, deformando a tela normal. Para uma tela plana adequada, veja "Habilitar patches de widescreen" sob "Sistema" ou, se não houver patch para seu jogo, defina-o no seu menu (se houver suporte).

  • Tamanho de tela personalizado: Defina seu tamanho preferido para a janela do vídeo em pixels. Isso não afeta a resolução renderizada do jogo, qualidade da imagem ou velocidade, sendo apenas o equivalente a redimensionar a saída da janela arrastando seus cantos com o mouse

  • Zoom: Como o nome sugere, você pode inserir a porcentagem que deseja ser ampliado. Você também pode usá-lo enquanto executa um jogo, pressionando Ctrl e + para ampliar e - for reduzir, usando o teclado numérico. Você também pode pressionar Ctrl e * do teclado numérico para redefinir o zoom para 0.

  • Alongamento vertical: Essa opção não pode ser alterada a partir da GUI, mas é similar ao Zoom, portanto está nessa seção. Faz o que o nome sugere e é usável pressionando Ctrl-Alt e + ou - do teclado numérico. Você também pode pressionar Ctrl-Alt e * do teclado numérico para redefinir seu valor para 0.

  • Desabilitar a borda de redimensionamento da janela: Quando marcado, remove a borda usada para redimensionar a partir da janela de vídeo.

  • Sempre ocultar o cursor do mouse: Quando marcado, o cursor do mouse não estará visível quando ele entrar na janela de vídeo.

  • Ocultar a janela quando estiver em pausa: Quando marcado, a janela de vídeo será ocultada quando a emulação é pausada.

  • Sempre usar o modo tela cheia ao iniciar: Quando marcado, o PCSX2 será iniciado no modo tela cheia. Volte para modo janela pressionando Alt e Enter.

  • Clique duplo para ativar/desativar o modo tela cheia: Quando marcado, realizar um clique duplo na janela do GS altera o estado de modo tela cheia para janelado, e vice versa.

  • Aguardar pelo Vsync na atualização: Quando marcado, o PCSX2 usará vsync, o que pode reduzir ranhuras, mas também pode reduzir bem o FPS. Se aplica ao modo tela cheia e não funcionará com todos os plug-ins de GS.

  • Ativar/Desativar dinamicamente o Vsync dependendo da taxa de frames: o que essa opção faz é explicado na dica da opção, então basta deixar o mouse sobre ela até a dica ser mostrada e lê-la Tongue

Aba Hacks de velocidade nas Configurações de emulação:


Hacks de velocidade são técnicas diversas usadas para acelerar a emulação ao custo de acuracidade na emulação. Todas essas opções podem e vão causar bugs sérios, travamentos e outros comportamentos anormais, então use-os com cuidado! Nota também que esses efeitos afetam certos jogos apenas, então você pode não obter qualquer aceleração dependendo do jogo. Descreveremos abaixo as configurações disponíveis:
  • Habilitar hacks de velocidade: Marque/desmarque isso para uma ativação/desativação rápida de todos os hacks selecionados abaixo.

  • Taxa de ciclo do EE: Ao aplicar essa alteração ao Emotion Engine, esse hack aumenta o tempo que a operação emulada leva, portanto a tarefa é mais fácil de ser feita pelo seu CPU. Qualquer outro valor além do padrão pode quebrar seus jogos, fazê-los parecer lentos ou fazê-los começar a pular frames.

    • Nível 1: Esse não é um hack, vai emular o EE em sua velocidade real. [padrão]

    • Nível 2: Reduz a taxa de ciclo em 33%. Aumento moderado da velocidade, pequeno impacto na compatibilidade.

    • Nível 3: Reduz a taxa de ciclo do EE em 50%. Grande aumento na velocidade, impacto moderado na compatibilidade. Também pode causar desordem no áudio em vídeos dos jogos.


  • Roubo de ciclo do VU: Esse hack aumenta o número de ciclos que a Vector Unit (VU) rouba do Emotion Engine (EE). Esse hack pode e vai causar falsas leituras de FPS (especialmente em valores mais altos), piscada de tela, lentidões e outros bugs sérios em certos jogos!

    • Nível 0: Esse não é um hack, isso vai desabilitar o roubo de ciclo do VU. [padrão]

    • Nível 1: Pequeno aumento na velocidade, impacto pequeno na compatibilidade.

    • Nível 2: Grande aumento na velocidade, impacto pequeno na compatibilidade.

    • Nível 3: Pequeno aumento na velocidade em comparação ao nível 2, impacto gigantesco na compatibilidade. Esse nível não funcionará adequadamente para a maioria dos jogos causando oscilações, lentidões e bugs gráficos enquanto oferece um aumento marginal de velocidade em relação ao nível 2, quando ele funciona. Não recomendado, exceto para alguns poucos jogos específicos que funcionam bem com ele.


  • Outros hacks: Vários hacks com diferentes usabilidades.

    • Habilitar detecção de rotação INTC: Esse hack pega um atalho em uma situação que sabe-se que jogos do PS2 fazem quando eles estão ociosos. Veja a dica dessa opção para uma explicação detalhada. Em vez de fazer o loop ocioso, ele apenas pula para seu fim e continua a partir dali. Pode oferecer grande aumento de velocidade, mas apenas em alguns poucos jogos. É um hack muito seguro com quase nenhum impacto na compatibilidade. Recomendado.

    • Aguardar detecção de loop de espera: Método similar ao acima. Veja a dica dessa opção para uma explicação detalhada. Ganho de velocidade moderado com nenhum impacto de velocidade conhecido. Recomendado.

    • Habilitar CDVD rápido: Reduz os tempos de carregamento ao configurar um modo de acesso mais rápido de disco. Veja a lista de compatibilidade do HDLoader para jogos que NÃO funcionarão com isso (geralmente marcados como precisando de modo 1 ou DVD lento). Não recomendado, já que ele pode quebrar muitos jogos.


  • Hacks de microVU: Esses hacks são aplicados apenas quando microVU está selecionado como recompilador na aba VUs das configurações de emulação. Se superVU estiver selecionado, esses hacks não surtirão efeito.

    • Hack na flag mVU: Veja a dica dessa opção para uma descrição detalhada sobre como isso funciona. Aumento moderado de velocidade com uma compatibilidade muito alta. Recomendado.

    • MTVU (Multi-Threaded microVU1): Marque isso para usar um terceiro núcleo (core) para emulação da unidade VU1 do PS2. Esse hack de velocidade fornece um grande aumento de velocidade para processadores com 3 núcleos ou mais, ao mesmo tempo em que possui uma compatibilidade extremamente alta (causa problemas apenas em um punhado de jogos). Note que alguns jogos podem não obter um aumento de velocidade bom (depende em quanto eles usam da unidade VU1. Também há relatórios de aumentos de velocidade até mesmo em processadores de dois núcleos.

  • Restaurar padrão: Clique nisso para restaurar todas as configurações para seus valores padrões (o que desabilita todos os hacks nesta aba).

Correções de jogos nas Configurações de emulação:


Como o nome sugere, essas são correções de jogos especiais para alguns jogos que, por algum motivo de emulação, exigem alguma coisa especial. Note que a equipe não tem a intenção em manter hacks para jogos específicos; elas estão aí temporariamente até uma correção adequada ser localizada e, então, elas poderão ser removidas. Muitas dessas são aplicadas automaticamente quando "Correções automáticas de jogos" está marcado sob Sistema.

  • Hack de adição do VU: Esse hack também é necessário porque o PS2 não segue o padrão IEEE em flutuantes.
    Habilite-a apenas para "Star Ocean 3", "Valkyrie Profile 2" e "Radiata Stories".

  • Hack na flag de recorte do VU: Esse hack é necessário apenas quando superVU é selecionado como recompilador sob VU em Configurações de emulação. Necessário para jogos do Persona.

  • Hack de comparação do FPU: Esse hack é necessário porque o intervalo limitado de números de pontos flutuantes definido pelo padrão IEEE, que o PS2 não segue. Habilita-o apenas para "Digimon Rumble Arena 2".

  • Hack de multiplicação do FPU: Necessário para "Tales of Destiny".

  • Hack de divisão negativa do FPU: Necessário para jogos do Gundam, correções da visão de câmera.

  • Hack de XGkick do VU: Adiciona mais atraso às instruções de XGkick do VU. Necessário para "Erementar Gerad".

  • Correções de vídeos do FFX: Faz o GIF despejar antes de fazer trabalho da IOU. Corrige lixo de cinza em sobreposição nos vídeos do "Final Fantasy X".

  • Hack de tempo do EE: É um hack com múltiplos propósitos. Sabes que ajuda "Digital Devil Saga", "SSX", "Resident Evil: Dead Aim".

  • Hack para pular MPEG: Use isso para pular vídeos de introdução congelamentos para evitar travamentos

  • Hack da flag OPH: Necessário para "Bleach Blade Battler", "Growlancer" II e III e "Wizardry"

  • Ignorar alterações no DMAC quando estiver ocupado: Necessário para "Mana Khemia - Alchemists of Al-Revis" e "Metal Saga".

  • Simular leitura antecipada de FIFO do VIF1: Como a descrição diz, pode ajudar jogos que carregam lento.

  • Atrasar obstruções do VIF1 (FIFO do VIF1): Corrige Socom - US Navy Seals 2 HUD.

  • Ignorar direção de barramento na transferência do Path3: Corrige Hotwheels.

  • Trocar para renderização por software do GSdx quando um FMV estiver sendo reproduzido: Com isso marcado, GSdx vai trocar automaticamente para um renderizador de software quando ele detecta uma reprodução de vídeo e volta para de hardware quando tiver concluído. Está mais para uma configuração conveniente do que um hack; é muito útil para considerar o número de jogos que tem problemas com vídeos em renderizadores de hardware do GSdx.

Predefinições:


Desde o 0.9.8, o sistema de predefinição foi introduzido. De forma breve, esse é um sistema para ajudar os usuários que deseja uma configuração rápida e fácil do PCSX2. Quando "Predefinições" é marcada (localizado na parte inferior em todas as 6 abas que descrevemos até agora), todas as opções nesses abas ficarão inacessíveis, já que o sistema de predefinição estará alterando-as para você. Aqui estão os níveis de predefinição (do mais lento e mais compatível ao mais rápido e menos compatível):

  • 1 - Mais seguro: Como o nome sugere, é a predefinição mais segura em termos de compatibilidade. Comparado com outros níveis, ele é o mais compatível e também o mais lento.

  • 2 - Seguro (+ rápido): Quase o mesmo que 1, mas aplica alguns hacks de velocidade muito seguros para obter uma vantagem de velocidade. Compatibilidade deve ser tão alta quanto no "Mais Seguro".

  • 3 - Balanceado: Aumenta mais a quantidade de hacks de velocidade, sofrendo um leve impacto na compatibilidade em favor de velocidade.

  • 4 - Agressivo: Também adiciona mais hacks de velocidade e altera alguns modos clamping. Menos compatível, mas mais rápido; alguns jogos podem ter problemas com ele.

  • 5 - Agressivo Plus: Muitos hacks de velocidade, muitos jogos serão "bugados", mas a velocidade será ainda melhor para aqueles que funcionarão com ele.

  • 6 - Prejudicial: Como o nome sugere, essa predefinição na maioria das vezes representará prejuízo do que ajuda a você. A maioria dos jogos terão problemas e pode até mesmo ser mais lento que outras predefinições. Não recomendado.

Opções diversas


Agora para descrever o que o resto das opções fazem:

  • Sistema =>Carregar CD/DVD (completo): Se você pressionar isso, o emulador vai executar a imagem que você selecionou em seu plug-in de CDVD (ou no seletor interno de ISO) ou vai lhe solicitar que selecione uma imagem, se não tiver selecionado uma nas configurações dos plug-ins de CDVD. Se você está usando o plug-in CDVD Gigaherz, ele executará instantaneamente o CD/DVD da unidade selecionado. O modo "completo" primeiro passa pela entrada da BIOS assim como um console real de PS2. Use o para jogos que possuem tradução para diferentes idiomas ou jogos com proteção de cópia.

  • Sistema =>Carregar CD/DVD (rápido): Como o acima, mas essa opção pula a entrada da BIOS e roda o jogo instantaneamente. Ajuda a carregar alguns jogos usando arquivos de novas BIOS, se comparado com o carregar completo, ao pular verificações de região.

  • Sistema =>Executar ELF...: Você pode usar isso para executar demos que estão quase sempre no formato .elf.

  • Sistema =>Pausar/Resumir: Você pode usar isso para Pausar ou Resumir a emulação a qualquer tempo.

  • Sistema =>Carregar estado/Salvar estado: Aqui você pode carregar/salvar estados enquanto usa joga um jogo. Em "Carregar estado", com "Backup" você pode carregar um "savestate" criado com a opção "Fazer backup antes de salvar" para o slot selecionado.

  • Sistema =>Marque/Desmarque "Fazer backup antes de salvar": Quando isso estiver marcado, PCSX2 criará uma cópia de segurança de seu estado salvo toda vez que você o salvar. Muito útil no caso de seu estado ser danificado ou corrompido de alguma forma. Você pode localizar as cópias de segurança do estados na pasta sstates, com .backup como final do nome de arquivo. Você pode carregá-los a partir da GUI com o menu descrito acima.

  • Sistema =>Marque/Desmarque "Correções automáticas de jogos": Isso vai habilitar/desabilitar correções de jogos. Essas correções podem ter vários usos, de pular vídeos em jogos, que ainda não são emulados adequadamente e podem interromper o emulador de processar, até os mais avançados. Marcar isso também habilitará algumas configurações especiais e correções de jogos para alguns jogos que sabe-se que precisam disso.

  • Sistema =>Marque/Desmarque "Habilitar cheats": Isso vai habilitar/desabilitar cheats de jogos. Cheats funcionam com o mesmo sistema que hacks, mas são carregados a partir da pasta de cheats do PCSX2. Verifique vários guias em nosso fórum sobre como criar arquivos cheat para PCSX2.

  • Sistema =>Marque/Desmarque "Habilitar patches de widescreen: A partir da versão 1.2.0, e graças à nossa ótima comunidade, adicionamos suporte a patches personalizados de tela ampla para jogos. Se há um patch para seu jogo, habilitar isso o forçará a renderizar na proporção real de 16:9, sem estender a tela, aumentando adequadamente o campo de visão e, em alguns casos, até mesmo fontes e HUDs! Note que você tem que ter a taxa de proporção 16:9 nas Configurações de Emulação->Janela de GS. Para mais informações, visite o tópico em nosso fórum AQUI.

  • Sistema =>Marcar/Desmarcar "Habilitar sistema de arquivos hospedeiro": Isso vai habilitar/desabilitar o sistema de arquivos hospedeiro do PCSX2. Usado principalmente por demos e aplicativos caseiros.

  • Sistema =>Desligar: Isso vai desligar o jogo que você está jogando no momento e reiniciar o PCSX2.

  • Sistema =>Sair: Fecha o emulador

  • CDVD =>
    • Seleção de ISO: Esse é o carregador de ISO interno do PCSX2, que não usa um plug-in de CDVD. Você pode escolher qualquer imagem de disco ao qual o PCSX2 oferece suporte clicando em "Procurar" e executando-o. Para sua conveniência, essa entrada de menu também mantém uma lista de suas imagens de jogos recentemente usadas. Isso só vai funcionar se ISO estiver selecionado no menu abaixo!
    • Menu do plug-in =>Configurações do plug-in: Isso mostrará qual plug-in CDVD você escolheu e lhe permitirá configurá-lo aqui (em vez de ir manualmente a "Seleção de plug-in/BIOS e fazer de lá).
    • ISO/Plug-in/Nenhum disco: Esse menu radial controla a fonte a partir da qual o PCSX2 carregará jogos. Se você selecionar ISO, o carregador ISO interno será usado para carregar seus jogos (descrito acima). Se você selecionar Plug-in, o plug-in selecionado será usado para carregar seus jogos. Se você selecionar "Nenhum disco", nenhum jogo será carregado e o PCSX2 carregará apenas a BIOS.

  • Configuração =>
    • Configurações de emulação: Vai abrir a tela de configurações de emulação, a qual já descrevemos na seção "Configurações centrais" deste guia.

    • Cartões de memória: Vai abrir o gerenciador de cartões de memória.
      • Ao clicar em Procurar, você pode especificar uma pasta personalizada a partir da qual PCSX2 tentará carregar seus cartões de memória.

      • Selecione um cartão de memória da lista para ter os botões Duplicar, Renomear, Excluir e Ejetar disponíveis. Duplicar cria uma cópia do cartão de memória selecionado, Renomear altera seu nome, Excluir o exclui e Ejetar o remove do slot atribuído.

      • Selecione qualquer porta vazia para ter o botão Criar habilitado. Ao clicar nele, você verá o diálogo de criar novo cartão de memória, no qual você pode digitar o nome de arquivo e selecionar entre 8, 16, 32 e 64 MB como a tamanho (capacidade) do cartão de memória. Como diz a nota, quanto maior o tamanho do cartão de memória, maiores são as chances dele falhar em funcionar com vários jogos, então esteja ciente que alguns jogos NÃO serão capazes de salvar em cartões de memória grandes.
        Marque "Usar compressão NTFS na criação desse cartão" para usar a compressão de NTFS no arquivo, de forma a economizar espaço em disco. Altamente recomendado ter essa opção marcada.

      • Selecione qualquer cartão de memória na lista -Não usados- para habilitar o botão Inserir, o qual fará surgir o diálogo para que você escolha em qual porta gostaria de inserir o cartão de memória selecionado.

      • Autoejetar cartões de memória quando estiver carregando savestates: Descrição está na GUI; recomendado estar marcado.


    • Seleção de plug-in/BIOS: Vai abrir a tela de seleção de plug-ins e de BIOS, na qual você pode escolher plug-ins e BIOS serão usados, assim como as pastas, como já descrito no começo deste guia.

    • Vídeo (GS)/Áudio (SPU2)/Controles (PAD)/Dev9/USB/Firewire =>Configurações do plug-in: Vai abrir a tela de configuração para o plug-in selecionado (listado aqui) respectivamente (Vídeo/Áudio/Pad/Dev9/USB/Firewire)

    • Multitap 1: Habilitará Multitap 1. Você também pode habilitar o multitap no plug-in de entrada Lilypad para que ele funcionar. Não funciona em todos os jogos, mas a maioria deve funcionar bem.

    • Multitap 2: Habilitará Multitap 2. Você também pode habilitar o multitap no plug-in de entrada Lilypad para que ele funcionar. Não funciona em todos os jogos, mas a maioria deve funcionar bem.

    • Limpar todas as configurações: Apagará todas as configurações salvas restaurando-as para os padrões, e abre o assistente de primeiras configurações.


  • Misc =>
    • Marque/Desmarque "Mostrar console": Isso vai habilitar/desabilitar uma segunda janela que aparecerá atrás da tela do PCSX2 e é principalmente usada para depuração. Lá você poderá ver várias mensagens que podem ajudá-lo a identificar um problema ou a jogar um jogo no emulador. Mensagens em vermelho são erros e em amarelo, avisos.
    • Janela do console:
    • Log->Salvar/Limpar: salva ou apaga a saída na janela de console.
    • Aparência: Altera a "cara" da janela de console.
    • Fontes: Marque os vários itens aqui para adicionar componentes de PS2 cujo comportamento será registrado na janela do console.

  • Sobre: A janela na qual você pode ver quem são os autores do emulador e alguns agradecimentos.

Configuração de atalhos de teclado/teclas quentes



Para uma lista completa de teclas de atalho atualmente aceitas, você pode encontrar na página 4 do README do PCSX2.

PCSX2 também oferece suporte a sobrescrever esses atalhos usando um arquivo INI personalizado (PCSX2_keys.ini). Para instruções sobre como criá-lo, visite esse link.


Caso você ainda tenha problemas em usar o emulador, publique seu problema nos fóruns do PCSX2 AQUI após ler as regras com atenção!

Voltar ao início

É isso! Esperamos que seja útil para todas as pessoas que são novatas no PCSX2 e para alguns membros que gostam de mexer nas opções para conseguir com que mais jogos funcionem.

Obrigado a Gigaherz por apontar como fazer o índice funcionar com Firefox. Smile
Muito obrigado ao meu amigo Regulus pelos detalhes técnicos, o script com smileys e por sua ajuda. Smile
Obrigado a Razor Blade por corrigir as bordas as imagens.
Obrigado a crushtest por apontar alguns problemas com Firefox e por suas sugestões.
Obrigado a Nachbrenner por suas sugestões e adições.
Obrigado a Falcon4ever por me incomodar com validação XHTML.
Obrigado a rama por me ajudar com algumas explicações.

Feito por Bositman.
Reply

Sponsored links





Users browsing this thread: 1 Guest(s)